Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Wesley Safadão comanda o folião do Cocobambu no circuito Barra-Ondina

Wesley Safadão; carnaval; bahia; barra; cocobambu (Foto: Mauro Zaniboni /Ag Haack)

Foi com o sucesso “Fala aqui com a minha mão” que o cearense Wesley Safadão inicou o desfile com o bloco Cocobambu na noite desta quinta-feira (23) no circuito Dodô (Barra-Ondina), em Salvador. Entre os convidados desta noite, “WS”, como é conhecido, já anunciou a presença de MC Kevinho.

MC Kevinho (ao centro) no carnaval de Salvador, Bahia (Foto: Elias Dantas/Ag. Haack)

 

Wesley Safadão; carnaval; bahia; barra; cocobambu (Foto: Mauro Zaniboni /Ag Haack)

 

Desde 2015 o cearense puxa trios no carnaval de Salvador. No ano passado, por exemplo, foram dois blocos no Circuito Barra-Ondina e dois shows em camarotes. Como de costume, o artista monta um repertório especial para a folia baiana.

Além de canções do axé, não faltam as músicas dele que estão na boca do povo, como “Solteiro de Novo”, “Meu coração deu PT”, “Coração machucado” e sucessos como “Camarote”, “Tô de boa” e “Vem para o meu Lounge”.

Todas ganham novos arranjos para o carnaval, com instrumentos de percussão e ritmo mais acelerado, para se adaptar à folia baiana.

Sobre
Cearense de Fortaleza, Wesley Oliveira da Silva começou a despontar na música ainda com a banda Garota Safada, grupo criado e composto por irmãos e primos do cantor, em 2007.

Com a mudança de nome e de carreira, Safadão despontou para o Brasil com o sucesso “Camarote”, lançado em 2015, música que pode ser considerada um divisor de águas na carreira do artista.

O trabalho de Wesley tem atraído pessoas de todas as classes sociais, especialmente os jovens. Ele é um fenômeno de “memes” na internet. Os bordões usados nos shows se espalham pelas redes sociais, onde tem milhões de seguidores.

Entre os mais populares estão “Quem vive de orgulho morre de saudade”, e “Amor só de mãe, paixão só de Cristo, e quem quiser me amar que sofra”. As músicas dançantes que falam de amor, farra e bebedeira são intercaladas por um grito de guerra: “Vai, Safadão!”.

Sempre conectado, Safadão interage com os fãs nas redes sociais e também nos shows. Pega celular das pessoas para selfies, grava vídeos e costuma atender muitos fãs.

Estima-se que o cachê dele esteja entre os cinco maiores do Brasil na atualidade – ele prefere não citar os valores cobrados por show.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael
Ateliê dos Doces