Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Bacharel de direito que agrediu a mãe em São Luis, morreu em hospital após passar mal na prisão

Roberto Elísio passou mal na prisão e morreu, segundo informou a Seap

A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) informa que o interno Roberto Elísio Coutinho de Freitas, de 53 anos, faleceu, no início da tarde de ontem (24), no Hospital Municipal Dr. Clementino Moura (Socorrão 2), onde estava internado desde a noite da última sexta-feira (21).

A Seap informou que Roberto Elísio estava recluso em cela apropriada a internos com curso superior, na Penitenciária Regional de São Luís (PRSLZ), onde o interno teve um ‘mal-estar’, e foi verificada a necessidade de atendimento médico, procedimento este realizado prontamente pela segurança interna prisional.

Histórico

Roberto Elísio ficou conhecido em maio do ano passado, quando um vídeo em que ele aparece agredindo a mãe, uma idosa de 84 anos, foi divulgado pela sua própria família e viralizou nas redes sociais. O caso ganhou ampla repercussão na imprensa e o bacharel em direito teve a prisão decretada e posteriormente foi sentenciado a 10 anos de reclusão.

Ao ser detido, ele chegou a alegar que vídeo fora alterado e que o conteúdo real não era o que as imagens mostravam. A filagem foi feita pela própria esposa do acusado, que permanece no anonimato. Depois de negar insistentemente as agressões, Roberto Elísio resolveu mudar de tática, dizendo-se arrependido e afirmando que sofria com grave distúrbio mental.

Encaminha ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, ele foi barbaramente espancado nos primeiros dias de cárcere por outros detentos, que reprovaram as agressões desferidas por ele na própria mãe.

(Do blog do Daniel Matos)

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael