Com vídeo: Operação de PMs do Piauí matam seis suspeitos de assalto a bancos no interior do estado

 Corpos de suspeitos foram encaminhados para o Hospital de Cocal — Foto: Victor Hugo/Portal Parnaíba no Foco

Corpos de suspeitos foram encaminhados para o Hospital de Cocal — Foto: Victor Hugo/Portal Parnaíba no Foco

Seis suspeitos dos assaltos ao Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal de Campo Maior foram mortos durante confronto com a polícia em Cocal, Norte do Piauí, na madrugada deste domingo (5). Outros seis criminosos conseguiram fugir e a polícia continua em diligência.

“Eles tiveram um confronto com a polícia na localidade Videl, zona rural de Cocal, por volta das 4h. Na ação, quatro criminosos foram mortos e dois conseguiram fugir. Nenhum policial ficou ferido”, informou o tenente Carvalho, da Polícia Militar de Cocal.

 Material apreendido com os suspeitos de assaltos a bancos — Foto: Divulgação/SSP-PI

Material apreendido com os suspeitos de assaltos a bancos — Foto: Divulgação/SSP-PI

O secretário de segurança, Fábio Abreu, confirmou ao G1 que o quinto suspeito morreu durante a fuga. Mais seis teriam fugido e as equipes da polícia estão em perseguição aos criminosos, que estão escondidos na mata entre os municípios de Batalha e Barras. Os corpos foram encaminhados para o hospital de Cocal.

A Polícia trabalha ainda na identificação dos criminosos que foram mortos. De acordo com informações da Secretaria de Segurança do Piauí, a maioria é da cidade de Uberlândia (MG), no Triângulo Mineiro.

 Secretário Fábio Abreu informou que a polícia continua em diligência para prender os outros criminosos — Foto: Divulgação/SSP-PI

Secretário Fábio Abreu informou que a polícia continua em diligência para prender os outros criminosos — Foto: Divulgação/SSP-PI

Fábio Abreu descartou que os cinco homens presos em Chapadinha, no Maranhão, tiveram participação dos assaltos em Campo Maior. “Vamos continuar em busca deles e até o momento seis criminosos conseguiram fugir. Foram apreendidos armamentos, carros e explosivos”, informou.

Participaram da ação policiais do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), Diretoria de Inteligência, Polícias Civil e Militar de Campo Maior, Piracuruca, Piripiri, Barras, Batalha, Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), Divisão de Operações Especiais da PC-PI e Comando Tático Rural (Cotar) do Ceará com apoio aéreo. Ação contou com a participação do Comando Tático Rural (Cotar) do Ceará com apoio aéreo — Foto: Divulgação/SSP-PI

Ação contou com a participação do Comando Tático Rural (Cotar) do Ceará com apoio aéreo — Foto: Divulgação/SSP-PI

Na quinta-feira (2), a polícia localizou na cidade de Batalha o segundo veículo usado nas explosões das agências. Na segunda-feira (30) à noite, um grupo de criminosos divididos em dois veículos trocaram tiros com PMs em Piracuruca e conseguiram fugir, abandonando um dos carros. Até o momento, não há informações sobre os valores levados dos bancos.

Um grupo formado por mais de 10 homens explodiu duas agências bancárias ao mesmo tempo em Campo Maior, a 80 km de Teresina, na madrugada de terça-feira (30). Três pessoas foram feitas reféns e liberadas durante a fuga dos criminosos na entrada da cidade. Ninguém ficou ferido.

As duas agências ficam a menos de 200 metros de distância uma da outra. De acordo com o major Etevaldo Alves, comandante da Polícia Militar de Campo Maior, o grupo fez disparos com fuzis pelas ruas da cidade, na intenção de causar medo nos moradores.

O G1 teve acesso a imagens de uma câmera de segurança, que mostram o momento em que os criminosos explodem a Caixa Econômica Federal em Campo Maior, uma das agências alvo. Outro vídeo mostra os bandidos chegando à cidade no carro.

Do G1 Piauí com vídeo do eliaslacerda.com

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Barro Forte
WhatsApp chat