Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Homem que atacou delegacia de Timon na madrugada é servidor da prefeitura e pode perder o emprego

Acima o delegado Michel Sampaio, do 1º DP de Timon

O homem que atacou o 1º Distrito Policial de Timon na madrugada do último sábado, dia 13, matéria publicada com exclusividade pelo eliaslacerda.com (reveja clicando aqui), é funcionário da prefeitura municipal de Timon. Ele é servidor da Secretaria Municipal de Limpeza.

Com iniciais P.P.R e 24 anos de idade, o acusado tentou arrebentar a frente da delegacia e ainda quebrou um vidro  e conseguiu arrancar parte da estrutura da porta do distrito por volta de duas horas da madrugada aos gritos de que iria quebrar tudo daquele prédio, antes de ser detido por homens da guarda municipal.

De acordo com o delegado Michel Sampaio, com quem o eliaslacerda.com conversou, o acusado disse não saber explicar o que aconteceu e que seu ataque de fúria pode ter sido provocado por alguma bebida que ingeriu no dia.

O delegado disse que vai enquadrar o acusado em crime contra o patrimônio público e vai solicitar a administração municipal a demissão do mesmo dos quadros da Secretaria Municipal de Limpeza Pública da cidade.

 

10 cometários

Francisco das Chagas Silva Reis
Comentou em 18/03/21

tem nada que demitir esse cidadão tá precisando de assistência médica

Baruk
Comentou em 18/03/21

Só pra entender: o servidor estava no exercício de suas funções quando cometeu o delito? Parece-me um exagero tal medida. Que fosse punido na forma da lei, mas, antes de haver transcorrido o devido processo legal, não parece justo. Todo mundo que pagar por seus erros, mas não sem antes de ser julgado pela autoridade judicial.

Rogério Cardoso
Comentou em 18/03/21

Concordo plenamente com os dois comentários anteriores, alguns políticos roubam dos cofres público tiram o q é de direito nosso,e ainda permanece no cargo, já o rapaz aí tem que ver o q ouve pra acontecer tudo isso, o q ele cometeu é um crime é,mas não merece tirar o seu emprego sem antes ouvi-lo

Maria Sampaio
Comentou em 18/03/21

Quem nunca errou nesta vida. Pra mim é um exagero do delegado . Esse cidadão está precisando de assistência médica. Antes de pedir a exoneração delegado peça informações sobre o que está acontecendo com a família desse funcionário. Talvez estejam precisando de outro tipo de ajuda. Nunca se deve cortar o pé do cavalo no primeiro chute. Sempre tem a segunda chance. Pense nisso. Pois o mundo da muitas voltas. Faça com que ele pague de outra forma não tirando o emprego dele. Afinal ele não estava exercendo sua função na hora do ataque ao prédio público.

Deusa
Comentou em 18/03/21

Demiti não é a solução,tem família para sustentar. Talvez precise de um tratamento.

DENIS SERVIO
Comentou em 22/03/21

Isso!! Tratamento!

Fabiana
Comentou em 18/03/21

Pedir a demissão do funcionário é bem mais simples do que tentar ajudá-lo, o maior erro do poder judiciário no Brasil é esse, não se colocam na vida das pessoas, o mundo inteiro está um caos, as pessoas estão se suicidando, perdendo o emprego, amigos, família e o delegando quer a demissão do funcionário, pelo amor de Deus, punir ou invés de ajudar né, discordo completamente! Ninguém sabe o que aconteceu ou está acontecendo! As pessoas estão pedindo socorro desesperadamente!

Tiuba
Comentou em 19/03/21

Todos os comentários estão de parabéns. A justiça já começa a falhar no início. O que ele precisa é de tratamento para que , com a mente sã, consiga sustentar sua família com o esforço do seu trabalho. Lamentável a atitude do delegado.

Flávio Costa
Comentou em 29/03/21

Parece que esse pessoal que trabalha em delegacia e afins, nunca ouviram falar de Alcoólicos Anônimos…se causou problema por conta de álcool manda assistir reunião de AA.

Sandra Santos
Comentou em 19/03/21

Provavelmente esse rapaz teve um surto. Precisa realmente de uma assistência médica.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael