Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Morte de primo do empresário João Claudino em Teresina continua sem ser desvendada

Acima o carro do engenheiro (Renault Oroch) quando encontrado com ele morto dentro.

A polícia civil de Teresina ainda está dedicada e empenhada em tentar esclarecer de vez a morte de um primo do empresário João Claudino Fernandes, encontrado morto dias atrás.

Engenheiro civil de formação, Domingos Sávio de Galiza foi encontrado morto dentro do seu próprio carro na última sexta-feira, dia 8, no bairro Recanto dos Pássaros, na estrada da Usina Santana, na zona Sudeste de Teresina.

O veículo do engenheiro estava estacionado e ele morto dentro. O mais intrigante é que análises feitas pelas câmeras de seguranças existentes no local com cobertura de onde o veículo estava, não registraram nenhuma pessoa entrando ou saindo do carro.

O engenheiro estava com a camisa desabotoada e com perfurações no abdome, peito e garganta. Nenhum dos golpes atingiu a camisa dele e nem existiam marcas de cortes nos braços que pudessem denotar que o engenheiro tentasse se defender de algum dos golpes.

Por esta razão os policiais já trabalham com a hipótese do engenheiro ter se golpeado.

A faca utilizada e encontrada dentro do carro fazia parte de um conjunto de facas que o engenheiro havia comprado dias atrás numa loja de departamentos da zona leste da capital.

A bolsa com pouco mais de 200 reais e o celular dele também estavam no local, o que descarta a hipótese de latrocínio.

Perícias no corpo do engenheiro, no carro e pertences encontrados no veículo estão sendo feitos para desvendar a morte dele.

Domingos Sávio de Galiza era primo do empresário João Claudino e por cerca de 30 anos trabalhou no grupo Claudino até se aposentar e seguir carreira solo com investimentos na construção civil.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael