Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Ouça : Polícia divulga áudios de traficantes pedindo ajuda em operação no Rio de Janeiro ; 25 morreram

Ouça os áudios acima

 

Rio de Janeiro – Áudios atribuídos a traficantes da Vila Cruzeiro, na Penha, na zona norte do Rio, teriam sido gravados durante a operação conjunta feita pela PRF, PM e Bope ao longo de terça-feira (24/5), que resultou em ao menos 25 mortes.

O material interceptado pela polícia mostra homens pedindo ajuda, inclusive de “amigos da Chatuba”, comunidade vizinha onde uma mulher morreu após ser atingida por uma bala perdida.

Ouça o áudio:

“Ê, meus amigo, ê meus amigo. Dá uma força aqui na matinha, meus amigo, muita polícia no mato, meus amigo, tem amigo baleado. Trocamos com os cara aqui no mato, meus amigo“, diz um trecho do áudio.

Em outro momento, um homem afirma que existem pessoas da comunidade passando informações para os policiais e que tinham muitos mortos no local:

“Eles tão na mata, mano, montão. No jornal diz que morreram oito, mas é muito. Até X9 nas casinha tem, com os civil, é muito. Mano, os mototáxi foram ali socorrer os cara, disse que é muito morto, mano. Muito morto. Ainda há pouco, uma meia hora atrás… caraca, mano, muito tiro, muito tiro na mata, mano. Tu não tem noção”, disse.

Um terceiro homem pede ajuda de traficantes da Chatuba e pede para que moradores do local comecem um protesto pelas mortes da operação.

“Aê, amigos da Chatuba, vê aí, parceiro. Vê aí, mano, pra mandar uns morador fazer protesto aí, tem vários amigos baleado no mato lá. Vambora ver aí, irmão. Manda ver os morador aí, os mototáxi aí, irmão.

Por fim, um último homem afirma que foi baleado: “Qual é, meus amigos, tomei dois tiros”.

Operação emergencial

Na madrugada de terça-feira (24/5), por volta das 3h30, agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Polícia Militar e do Bope chegaram à comunidade Vila Cruzeiro, na zona norte, para uma operação emergencial.

De acordo com a PM, o objetivo da ação era prender chefes do Comando Vermelho que estariam escondidos na comunidade. A operação, no entanto, durou 12h e resultou, até o momento, na morte de 25 pessoas. Entre as vítimas, há uma moradora, que foi atingida por bala perdida, e ao menos 15 suspeitos de envolvimento com tráfico.

No mesmo dia, o Ministério Público Federal e o Ministério Público do Rio de Janeiro abriram investigações para apurar a legalidade da ação.

 

Do Metrópoles

 

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael