Polícia civil pode desvendar assassinato do contador Carlinhos, morto no povoado 89

A polícia civil de Timon continua montando as peças de investigação para chegar aos autores do assassinato do contador Antônio Carlos Gomes de Abreu, morto no último dia 10 de novembro no povoado 89, na zona rural do município.

O assassinato de Carlinhos, que tinha 49 anos, surpreendeu parentes e amigos. Ele foi executado na madrugada, por volta de 1 hora da manhã enquanto jogava baralho com um grupo de amigos. O autor do assassinato chegou ao local com uma máscara no rosto, rendeu a vítima e as outras pessoas e atirou somente em Carlinhos, que morreu sem que houvesse tempo de socorro médico.

Em conversa com o jornalista Elias Lacerda, o delgado de Homicídios de Timon, Antonio Valente, informou que os trabalhos de investigação estão avançados. Ele ressaltou que o trabalho dos policiais segue em segredo de justiça para não atrapalhar as investigações.

Antonio Valente disse ainda que falta receber alguns detalhes técnicos do crime, como a perícia do local onde aconteceu o fato.  Ele ressaltou que pedido de prisão deverá ser feito na justiça pela polícia e ressaltou que se o andar das investigações continuarem avançados, pode ser que até o final deste mês de dezembro novidades sejam reveladas sobre o caso.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Barro Forte
WhatsApp chat