Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Besouro-do-Cão pica no Ceará André Marques, apresentador de No Limite, da Globo

O inseto não é agressivo e só ataca para se defender. Apesar disso, o animal possui uma das picadas mais dolorosas do mundo entre os insetos

Besouro-do-cão preto
Legenda: A vespa conhecida como cavalo-do-cão ou besouro-do-cão é da família Pompilidae, grupo de caçadoras de aranhas
Foto: iStock | Patrick Gijsbers

É o que explica o professor e pesquisador do Departamento de Biologia da Universidade Federal do Ceará (UFC), Lorenzo Zanette. Segundo o especialista, o inseto é uma vespa da família Pompilidae, grupo de caçadoras de aranhas.

“Com as presas sim, elas são bastante agressivas, capazes de caçar aranhas até grandes, maiores do que ela”, destaca.

O risco oferecido a um ser humano, segundo comenta o professor, é praticamente inexistente, também em razão da espécie pertencer a um grupo solitário de insetos.

“Eles vivem sozinhos, é diferente de estar numa colônia. Se você der azar e pisar em cima, ela vai te picar, ou se ela estiver encurralada, mas se não ela vai voar. Não tem interesse nenhum em atacar, até porque sempre que ela faz isso gasta metade do seu veneno ou mais e ainda tem o risco de morrer”, detalha.

PICADA DOLOROSA 

Apesar disso, quando a picada acontece ela é super dolorosa. Ainda conforme o especialista, está entre as picadas de insetos mais dolorosas do mundo, com base no Índice Schmidt, escala criada por um entomologista americano, que classifica as ferroadas pela intensidade da dor.

Isso se explica, complementa Lorenzo Zanette, pelo tamanho do besouro-do-cão, que pode chegar a 5 centímetros, a depender da região onde está.

Encontrado em diversos países, ele sobrevive em climas diversos, mas aparece em maior quantidade e variedade de tamanhos em regiões tropicais, como o Brasil e o continente africano.

“Estamos falando das espécies grandes, e se essas te picarem a quantidade de veneno é maior”, diz Zanette.

Apesar disso, garante o biólogo, a substância injetada pelo animal na picada não é nociva ao corpo humano, embora reações em pessoas alérgicas não estejam descartadas.

INCIDENTE NAS GRAVAÇÕES DO ‘NO LIMITE’

O apresentador André Marques compartilhou a picada do inseto nas redes sociais. O fato aconteceu durante as gravações do reality show ‘No Limite’, no Ceará.

“Alguém sabe que bicho é esse? Meio maribondo, meio besouro? Me picou”, explicou André com imagens do inseto já morto em foto no stories do Instagram.

Com uma caixa de perguntas aberta, o apresentador deixou espaço para que os seguidores interagissem sobre a questão.

Legenda: André Marques compartilhou imagem do inseto logo após ser picado
Foto: reprodução/Instagram

“Mais conhecido aqui no Ceará como besouro-do-cão. Isso dá até febre algumas vezes”, disse um dos espectadores de André.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael