Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Mãe assume sozinha assassinato da filha em Pedro II no Piauí; Defesa pede soltura do irmão da vítima

A advogada Esmaela Macêdo revelou, nesta sexta-feira (25),  que a mãe de Izadora Mourão, Maria Nerci Mourão, assumiu sozinha o assassinato da filha durante a audiência de instrução e julgamento realizada  na última quarta-feira (23).

Izadora Mourão, 41 anos, era advogada, e foi assassinada a facadas no dia 13 de fevereiro deste ano na casa em que morava com a família, na cidade de Pedro  II, a 195 Km de Teresina. O irmão dela, advogado e jornalista João Paulo Santos Mourão, está preso suspeito do crime.

A advogada, que também é responsável pela defesa de Maria Nerci, afirma que na audiência o fato “mais surpreendente” foi a exclusão do irmão de Izadora no caso. Segundo ela, nenhum laudo pericial atestou sequer a presença de João Paulo na cena do crime.

“Todas as provas foram conclusivas em excluir João Paulo ,definitivamente, da cena do crime. As provas apontaram que toda culpa está direcionada exclusivamente sobre a mãe”, conta a advogada Esmaela.

Ainda de acordo com a advogada, a mãe contou que tinha desentendimentos com a filha e que no dia do crime houve uma discussão entre as duas na cozinha da casa.

“Ela contou que Izadora foi para o quarto e quando ela cochilou,  ela fez a execução. Primeiro constatou que ela estava dormindo com medo que ela reagisse”, acrescenta a advogada.

A defesa de João Paulo fez um requerimento solicitando a liberdade provisória do advogado e jornalista.

Foto: reprodução Facebook

A advogada criminalista foi morta com vários golpes de faca

 

Do cidadeverde.com

1 comentário

Paulo Rogério Silva
Comentou em 26/06/21

Essa é MÃE ?

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael