Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Oposição de Timon não se entende na Câmara Municipal e membros entram em rota de colisão

A matéria publicada no eliaslacerda.com no dia de ontem, terça-feira(3), relatando que o clima entre os vereadores da oposição na Câmara já não era de unidade foi confirmada na manhã desta quarta-feira (4). Quem foi ao legislativo  hoje viu vereadores que integram o antigo G11 entrarem em rota de colisão política por conta da votação de um projeto aprovado na última segunda-feira (2).

Articulado pelo Ministério Público e Poder Judiciário, o projeto é o Cira- Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos do Município e Estado em Timon- que visa cobrar e receber dívidas públicas de empresários e instituições na cidade. Antes do projeto ser apresentado no legislativo, ele foi discutido entre os vereadores com membros do ministério público e judiciário, sendo que não se tem notícia que algum vereador tenha se oposto, mas na votação para ser aprovado na última segunda-feira, os vereadores da base do prefeito votaram a favor e a oposição se dividiu.

Pela oposição votaram a favor do projeto os vereadores Antunes, Cacá do Frigosá, Helber Guimarães e Anderson Pêgo . Já os vereadores Dr. Tuá e Socorro Waquim preferiram se ausentar  e Henrique Júnior, Raimundo da Ração, Cláudia Regina e Juarez Morais votaram contra, alegando que sacrifica pessoas de baixa renda e empresários do setor produtivo.

Por conta dessa votação a sessão desta quarta-feira (4) prometia ser quente entre a oposição. Algumas fontes do eliaslacerda.com que estiveram na Câmara nesta manhã garantem ter visto vereadores da oposição trocando acusações entre si e o clima não foi pior porque não teve sessão. Por falta de quórum o vereador presidente Helber Guimarães abriu e fechou a sessão rapidamente.

No entendimento de muitos que acompanham o dia dia do legislativo de Timon o principal fator que estaria provocando o desentendimento na casa entre os vereadores da oposição é a falta de transparência da gestão do presidente Helber Guimarães. Entre alguns vereadores da oposição, a presidência estaria favorecendo com melhor atenção alguns edis e seus pleitos em detrimento de outros que ajudaram também a atual mesa diretora se eleger. Hélber estaria fechado em entendimento político e afinidade com os vereadores Antunes, Cacá do Frigosá, Anderson Pêgo e Ramon Júnior. Este seria o principal problema que colabora para o desmonte do antigo G11.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael