Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Quem quiser o PSL de Timon para ganhar apoio de Bolsonaro, pode esquecer; assista vídeo e entenda

Sabe aquela briga de bastidores pela direção do PSL de Timon, todos ávidos por ficarem com o partido do presidente Jair Bolsonaro ? Ela perdeu totalmente a razão de ainda existir.

A razão é simples: O presidente Bolsonaro já estaria decidido a deixar o partido por desentendimentos com o presidente nacional da sigla, deputado Luciano Bivar.

Desde 1988 o presidente em sua carreira política já mudou sete vezes de partido.

No vídeo logo abaixo gravado nesta terça-feira  (8) o presidente deixa claro sua posição. Confira o que ele disse ao ouvido de um jovem apoiador de Pernambuco :

Confira o histórico de filiações partidárias do presidente desde 1988:

» 1988 a 1993: PDC

» 1993 a 1995: PPR

» 1995 a 2003: PPB

» 2003 a 2005: PTB

» 2005: PFL

» 2005 a 2016: PP

»  2016 à atualidade: PSC

» 2017: firmou compromisso com o Patriotas (PEN)

» 2018: PSL

Leia agora a matéria publicada pela revista Veja sobre o assunto:

Com um pé fora do PSL, o presidente Jair Bolsonaro (PSL) deu na manhã desta terça-feira, 8, mais um sinal de que deve deixar o partido pelo qual se elegeu.  Ao sair do Palácio da Alvorada, ele pediu a um apoiador que esquecesse o partido e disse que o deputado Luciano Bivar (PE), presidente da sigla, está “queimado pra caramba”.

Um rapaz se apresentou a Bolsonaro como pré-candidato no Recife pelo PSL. Logo em seguida o presidente cochichou em seu ouvido: “Esquece o PSL”. Mesmo assim, ele gravou um vídeo com o presidente ao seu lado dizendo “Eu, Bolsonaro e Bivar juntos por um novo Recife”.

O presidente pediu que ele não divulgasse a gravação. “Ó cara, não divulga isso, não. O cara Bivar está queimado para caramba lá. Vai queimar o meu filme também. Esquece esse cara, esquece o partido”. Após ser repreendido, o rapaz fez uma nova gravação: “Viva o Recife, eu e Bolsonaro”.

Toda conversa foi divulgada no canal de YouTube de um apoiador, que gravou a passagem de Bolsonaro pela portaria do Palácio da Alvorada. Conforme adiantou o blog Radar, o presidente deve se reunir nos próximos dias com Bivar para selar sua decisão de sair ou não do partido.

O humor do presidente com o cacique pernambucano é péssimo. A contabilidade do partido segue nas mãos de Bivar e Antônio Rueda, que não divulga como gasta o dinheiro do partido e impede que aliados do presidente façam parte do comando da legenda.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael