Vendedores de carnes, peixes e aves são transferidos da Ceasa para containers

A mudança é necessária para dar início às obras de reconstrução dos espaços. As estruturas provisórias estão localizadas na Rua 90, entre a Rua 7 e a AV. Presidente Médici

 

As obras da Ceasa de Timon estão a todo vapor e desde a última sexta-feira, 24 de agosto, os comerciantes de carnes, peixes e aves estão sendo transferidos da parte interna para containers que os abrigarão durante a demolição e construção dos novos espaços.  São 28 permissionários que receberam da Prefeitura um espaço com água e energia elétrica, além de segurança 24h para manter a ordem e a comodidade de vendedores e consumidores.

Trabalhando há 14 anos na venda de peixes, o senhor Antônio Pereira, 43 anos, conta: “Quando fui à reunião com o promotor, ele falou que todos tinham que a fazer a sua parte”, disse o comerciante, relembrando que todo o processo foi acompanhado pelos permissionários e muitas reuniões foram realizadas pela gestão municipal, Ministério Público e demais órgãos envolvidos, para dar maior transparência e segurança aos feirantes com a obra que beneficiará toda a cidade e região.

O senhor Francisco Alberto, 60 anos, também falou que a Ceasa tem uma grande importância para a cidade e, por isso, atendeu ao pedido da direção para fazer a mudança provisória para que a obra aconteça. “Eu fui chamado até para fazer um motim para atrapalhar a obra e para que eu não saísse do meu box, mas nunca achei isso certo. Eu participei de todas as reuniões e eu sei que isso aqui é a coisa mais importante para todos nós, feirantes e consumidores”, disse ele ainda lembrando: “O grande problema da Ceasa era a desorganização e a favelização que as pessoas fizeram aqui. Qualquer pessoa chegava aqui e colocava uma banca e isso sem nenhuma organização”.

 

NOVA CEASA

De acordo com o diretor da Ceasa, Nelson Chaves, tudo tem sido feito através do diálogo, para beneficiar todos os feirantes. O reforço da equipe administrativa tem sido fundamental para levar mais segurança e confiança aos permissionários. Hoje, o local possui 18 colaboradores ajudando no andamento das atividades diárias. A equipe é composta por diretor, secretária, assistente social, 4 assistentes administrativos, chefe de segurança e 10 vigias.

“Toda dúvida que eles [os permissionários] têm, estaremos à disposição para atender. Nossa equipe está em um container aqui na esquina da Rua 7 com a 90 para fazer os atendimentos e toda a atualização de informações necessária. As obras estão dentro do planejamento e esperamos sempre contar coma contribuição de todos para que os transtornos sejam os mínimos possíveis”, disse o diretor.

(Da assessoria)

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
TekyNik