Agenda de Lula com Flávio Dino no Maranhão incomoda grupo Sarney e adversários do governador

Grupo Sarney não larga as benesses do governo Temer, mas não gosta de ver Flávio Dino ao lado do presidenciável de maior popularidade no Maranhão.

O jornal O Estado do Maranhão usou o advogado Abdon Marinho, ligado ao senador Roberto Rocha (PSB), para sustentar mais um factoide com a intenção de desqualificar o encontro entre o ex-presidente Lula (PT) e o governador Flávio Dino (PCdoB) em São Luís, neste início de semana. Até mesmo jantar oferecido no Palácio dos Leões ao petista virou motivo para a oligarquia acusar o comunista de improbidade administrativa. Mais uma estratégia desastrosa para atacar a dupla de aliados.

Ontem à noite (04), Flávio Dino recebeu Lula e outros aliados para uma reunião política. Assim como uma pessoa normal recebe uma visita, o governador ofereceu jantar com as honrarias necessárias a qual o ex-chefe de estado merece ter.

A iniciativa respeitosa do governador foi motivo para uma séria de ataques da oposição e o advogado Abdon Marinho assumiu esse papel de bode expiatório. Para quem não sabe, Abdon é amigo do senador Roberto Rocha e foi responsável pela sua defesa no processo de cassação movido pelo ex-candidato ao Senado, Gastão Vieira (Pros), que questionou a conduta do socialista durante a campanha eleitoral em 2014.

Com palavras repletas de cunho político e sem qualquer imparcialidade, Abdon Marinho chamou Lula de “condenado pela Justiça”. Como especialista na área do Direito, o advogado ignorou a possibilidade de o petista ser absolvido em segunda instância.

Recentemente, o ex-governador Ciro Gomes (PDT) veio até São Luís, também participou de jantar com o governador Flávio Dino e o Sistema Mirante não fez qualquer tipo de crítica. Ou seja, o factoide é apenas ciumeira porque a oposição sabe da popularidade de Lula no Maranhão.

(Do blog do Marrapá)

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
TekyNik