Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Caso não haja colaboração, Timon pode entrar num lockdown de 10 a 15 dias com tudo fechado

Acima veja algumas imagens registradas na manhã desta segunda-feira, 27, em Timon

O primeiro dia de reabertura do comércio local timonense, esta segunda-feira, dia 27, não tem agradado a administração municipal de Timon. O setor do governo que compõe as instituições de combate ao novo coronavírus onde há também representantes do Ministério Público local, não gostou do que viu nesta manhã. O comportamento dos timonenses parece que não agradou.

Quem andou pelas ruas da cidade nesta segunda pôde perceber que houve aglomerações em diversos pontos da zona comercial  e o distanciamento entre as pessoas, o principal comportamento para evitar a doença, não foi respeitado.

Lojas formaram filas de pessoas próximas uma das outras e nos bancos clientes se aglomeraram, especialmente na Caixa Econômica, em situação totalmente imprudente em desobediência ao distanciamento recomendado.

João Batista Lima Pontes, Secretário de Governo da prefeitura de Timon ( na foto ao lado) disse ao eliaslacerda.com que viu com preocupação o comportamento das pessoas. “Estamos numa situação da pandemia em Timon que permite a reabertura do comércio, mas as pessoas tem que colaborar e só sair de casa em caso mesmo de necessidade. Embora observamos nesta segunda praticamente todas as pessoas usando máscaras, mesmo assim houve uma desobediência enorme em relação ao distanciamento em pontos comerciais e em instituições como os bancos”, destacou ele.

João Batista alerta que se os casos da doença voltarem a crescer e e sobrecarregar o sistema de saúde, Timon corre o risco de ser obrigado a entrar num lockdown mais rigoroso e demorado. “Já pensou nós termos que ser obrigados a entrar em um lockdown de 10 ou 15 dias ? É tudo o que não desejamos. Por isso a necessidade de colaboração da população, pois o vírus está na nossa cidade e a única maneira de combatê-lo é se todos nós colaborarmos com as medidas preventivas contra a doença”, argumentou o Secretário de Governo.

 

procura pelas ubs

taxa de contato éra de um ponto três está abaixo de um o que nos dar condições de reabrir com prudência

 

 

situação de plato e taxa de contato diminuiu mas ainda é preocupante

se a abertura provalecer crescimento vai ter que retroceder

Se a população não colaborar a tendencia é colapsar e fechar novamente

 

lockdouw total de 15 dias

 

 

julho era pra ter  170 mortos com as profeções fortalccimento da rede de atenção básica medidas de isolamento

aind é alto, mas as projeções dos especialistas com com 170 mortos

chega

14 cometários

Paulo
Comentou em 27/07/20

Querem acaba com.tudo

Rita de Cássia
Comentou em 27/07/20

Pois com certeza vai acontecer esse Lockdown, porque ainda tem que aparecer coisa mais complicada do que gente ,tudo isso na realidade só tá desse jeito exatamente por culpa da grande maioria da nação.

Rita vale
Comentou em 27/07/20

Fecha sábado e domingo, mais os bares da zona rural ficam lotados…

Pedro Walber
Comentou em 28/07/20

Verdade. Sem falar nas festinhas domésticas.

CHICO
Comentou em 27/07/20

QUAL A NECESSIDADE DAQUELAS FILAS ENORMES NO MATEUS ELETRO E MAGAZINE LUIZA? QUE POVO ESTUPIDO, EU JA FALEI, NAO TAO NEM AI, POIS EU ACHO QUE VAI FACHAR NOVAMENTE, E UMA PENA.

Domingos Gomes
Comentou em 27/07/20

Verdade,se entra em lokdaw na cidade tem q fiscalizar a zona rural um absurdo, todo mundo vai pro interior e ñ tem consciência das regras de segurança de prevenção no combate ao corona vírus

Edesio Silva
Comentou em 27/07/20

É preocupante e acredito que não é hora o povo não se contém então pode esperar alguns dias pra colher o que tá sendo plantado e só uma dica

Eldo
Comentou em 27/07/20

Deixem o comércio aberto, sigam exemplo de São Luís, lockdow estão sendo em vão, as aglomerações aumentam a cada fim de lockdow! O comércio não pode mais parar.

Marcelo
Comentou em 27/07/20

Eu acho que esse secretário nunca saiu da secretaria dele para da uma volta em nossa cidade, porque só hj ele viu as filas nós bancos, mesmo com o comércio fechado as filas nós bancos sempre foram quilométricas, e só hj ele viu isso, paciência

Katia
Comentou em 27/07/20

Isso só vai ser resolvido quando mexer no bolso desse povo,comecem a multar,quem tá sem máscara,quem aglomera,quem não não sabe o que é distanciamento,não adianta multar só o estabelecimento,aglomeração está na ruas,eu quero é ver se mexer no bolso não vão se aquietar,a maioria das cidades por ai,estão multando,o senhor Desembargador pegou 2,uma por estar sem máscara e outra porque jogou o papel da mesma no chão,por isso,façam isso e veremos

Rômulo Rocha
Comentou em 28/07/20

O poder executivo, juntamente com a Promotoria Pública de Justiça deveriam de imediato traçar planos para elaborar o decreto de uso de máscara obrigatório ,
distanciamento entre indivíduos e uso do álcool em gel com a aplicações de multas individuais .
Na realidade dos fatos os bancos sempre estiverem lotados de pessoa , acho que já passou da horas, pois Timon deveria ter no mínimo duas agências bancarias do mesmo banco . Ex Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil . Timon possui mais de 200 mil habitantes .
Portanto não vejo que os pequenos e médios comerciantes tenham que pagarem esse preço de fechar suas portas por mais tempo, pois existem outras formas de controlar a Covid-19.

Valmira Batista
Comentou em 28/07/20

Fechar o comércio não seria a solução, deixa aberto fiscaliza multa prende se for o caso, mais a economia não pode parar por conta desses imbecís.

MANOEL DE JESUS COSTA
Comentou em 28/07/20

ser humano é pior espécie do mundo não tem jeito tem que fechar mesmo tudo muito imprudência

Ingrid
Comentou em 28/07/20

A culpa tbm é desse auxílio se tirar esse auxílio todo mundo vai ficar em casa, é só q vejo povo zombando q está recebendo auxílio,e indo pra rua fazer compras…

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael