Justiça de Timon decide sobre briga judicial que tinha 4 anos e envolvia os empresários Willames Guimarães e Valdeci Cavalcante

Acima à esquerda o empresário Willame Guimarães e à direita Valdeci Cavalcante; Litígio judicial finalizado em Timon

A justiça de Timon deu fim a uma causa judicial que envolvia os empresários Willames Guimarães (sobrinho do ex-prefeito Napoleão Guimarães e primo do empresário Paulo Guimarães) e  Valdeci Cavalnte, presidente da Fecomercio do vizinho estado do Piauí. A briga judicial envolvendo esses dois dos mais bem sucedidos empresários nasceu após Valdeci Cavalcante alegar ser dono de parte de um terreno comprado pelo empresário timonense numa área nobre da cidade, nas imediações da avenida Presidente Médice, em Timon.

Da discussão pela propriedade nasceram três processos judiciais onde o principal ponto exigido pela justiça foi que os proprietários que reivindicavam a posse provassem através de documentos quem verdadeiramente era o dono.

Apresentadas as documentações, a justiça local timonense, através do juiz da 4ª Vara, Weliton Sousa Carvalho,  entendeu que a documentação do empresário Willame Guimarães tinha procedência, era a verdadeira e determinou o cancelamento da matrícula de Valdeci Cavalcante.

A decisão do magistrado foi publicada na semana passada e deu fim a um processo judicial que teve início em 2015.

Fala-se que a ação judicial consumiu dos envolvidos uma verdadeira fortuna em gastos com advogados e outras despesas inerentes ao processo.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
TekyNik