Litígio Ceará e Piauí : Governador cearense defende acordo antes do julgamento no STF

Acima o governador Elmano de Freitas

Foto: Fabiane de Paula

A pouco mais de duas semanas da publicação de perícia do Exército sobre a região de litígio entre Ceará e Piauí, o governador Elmano de Freitas (PT) acredita que a identidade cearense de moradores da localidade pode ser fator importante no julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre o caso. Foi o que disse à imprensa neste sábado (8), pouco de antes de reunião com o secretariado.

Ele afirmou que está “acompanhando de muito perto” o processo no STF. “Estou dialogando com os ministros do Supremo de que, diferente do conflito que houve entre Piauí e Tocantins, a área que o Piauí alega (ser dela) tem uma população bastante considerável vivendo naquela região e uma identidade absoluta daquele povo com a cearensidade”, explicou.

Além disso, o gestor sinaliza a possibilidade de conseguir um acordo com o estado vizinho a respeito disso antes de a Corte pautar o tema em plenário.

“Confiamos plenamente no Poder Judiciário e sabemos que ele vai considerar o fato de que o povo da região da Serra da Ibiapaba é um povo que se sente cearense, se identifica com o Estado Ceará. Tenho absoluta convicção de que o Supremo fará justiça e, caso a gente não (consiga) chegar a um acordo com o Piauí antes, que o Supremo julgue, que efetivamente aquele povo da Ibiapaba é um povo cearense”, avaliou.

 

(Do Diário do Nordeste)

Elias Lacerda

Jornalista apaixonado pela notícia e a verdade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *