Polícia prende em Timon casal acusado de sequestrar homem na Formosa e depois matá-lo

A Polícia Civil do Maranhão prendeu na manhã da última sexta, dia 2, em Timon, o casal de iniciais F.T.S.C. e M.Z.S., suspeitos de participarem do assassinato de Jose Almir Nascimento Lima, encontrado morto no dia 15 de setembro deste ano , no Povoado Pinto, zona rural do município.

As investigações iniciaram com policiais do 4º Distrito Policial e do Grupo de Pronto Emprego (GPE) da 18ª Regional de Timon que investigaram o sequestro da vítima, dia 11.09.2020, no bairro Formosa.

Conforme a equipe de investigação, durante o sequestro, vários populares anotaram a placa do veículo utilizado e repassaram à polícia que iniciou as investigações. Mas só no dia 15, houve um achado de cadáver no Povoado Pinto, comunicado à Central de Flagrantes, sendo encaminhado à Delegacia de Homicídios que investigou, em conjunto com policiais do 4DP e GPE.

Em posse das informações, a Polícia Civil solicitou buscas e prisões dos suspeitos, além de apreender o veículo e enviar à perícia técnica.

De acordo com a investigação, o casal suspeito possui um relacionamento amoroso e a motivação do crime foi a desconfiança que a mulher teve em relação a vítima, recém chegado à cidade de Timon, que segundo ela, teria molestado a sua filha, menor de idade. O crime teria sido arquitetado pelo namorado que planejou o sequestro e a execução da vítima, que foi amarrado e teve os órgãos genitais cortados.

O acusado do sequestro e homicídio possui vários processos criminais na justiça e é investigado por Tráfico de Drogas e outros crimes de homicídios que envolvem a guerra de facções em Timon.

F.T.S.C. havia sido promovido a liderança de uma facção criminosa há poucos dias devido às várias ações policiais que ocorreram na cidade e resultaram em prisões dos líderes de facções criminosas, em Timon.

O casal foi preso e levado para a Delegacia de Homicídios de Timon/MA e, depois das formalidades, encaminhado ao Presídio Jorge Vieira. As investigações continuam pra identificar os demais suspeitos de envolvimento no crime.

 

Da polícia civil do Maranhão

Elias Lacerda

Jornalista apaixonado pela notícia e a verdade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *