Prefeitura de Timon emite nota explicando as demissões de servidores

A assessoria de imprensa da administração do prefeito Luciano Leitoa em Timon emitiu nota explicando os decretos publicados com a demissão de vários servidores. No informativo o governo diz que as demissões foram necessárias para o cumprimento ao que determina a Lei de Responsabilidade Fiscal no que tange ao gasto com pessoal.

Veja abaixo o que diz a nota:

A Prefeitura de Timon informa que, em razão do cumprimento do percentual estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal-LRF em suas obrigações com o final do mandato, efetuou reajuste na folha de pagamento com o consequente enxugamento do quadro de pessoal.
Foram mantidos integralmente todos os cargos de serviços essenciais, com um corte linear em todas as secretarias e órgãos, sem o qual a administração seria punida por desobediência a LRF.
Nos oito anos de mandato o prefeito Luciano Leitoa manteve os salários em dia e deu melhorias nas condições de trabalho dos servidores. Com a crise econômica e as crescentes quedas na arrecadação municipal foi imprescindível realizar esse reajuste, que não afeta a segunda parcela do décimo terceiro salário dos servidores.
Na manhã de hoje ( 02) foi realizada uma reunião com todos os secretários municipais informando a situação e esclarecendo as justificativas da decisão.

Elias Lacerda

Jornalista apaixonado pela notícia e a verdade

18 comentários sobre “Prefeitura de Timon emite nota explicando as demissões de servidores

  1. Meu candidato estava dando cestas básicas para os mendigos que ficam na ponte, achei massa da parte dele, não fez filmagem, não divulgou, vi por que ia passando na hora. Valeu ACM

  2. Os babões pensaram que votando na candidata do prefeito iam segurar seus empregos, agora demissão em massa, por quê não demitiu antes da eleição.

  3. Tanto trelelê por uma coisa que é previsível todo fim de ano(eleitoral ou não), inclusive eu passei por isso durante muitos anos. Quer pagamento todo mês? Enfrenta um concurso(como eu fiz) e se liberta desse impasse!

  4. É amiga Fracitania mas tu já imaginou a quantidade de pai de família que vai ficar sem receber seu sustento, que estava contando com esse emprego. A gente tem que se colocar no lugar dos outros também.

    1. Como eu citei, Jose Felipe, fim de ano é previsível que os contratados sejam desligados! Felizes daqueles que desempenharam suas funções com lisura a ponto de serem recolocados no novo ano. É claro que me coloco no lugar deles, afinal enfrentei a mesma situação por quase uma década, mas na hora que tive oportunidade fui efetivada através de concurso público. Só passei perrengue no primeiro ano que fui desligada do cargo, no ano seguinte fiquei atenta com os gastos logo do inicio do ano, me resguardando para o final, foi a isso que me referi.

      1. Corretíssima Francitânia todo mundo sabe mudanças de governo sempre assim claro que agente sente muito mais Prefeitura não é emprego certo para contratado qualquer hora tá fora quando entra já sabem disso

        1. Pois é, Alfredo Júnior, e com esse governo federal que aí se apresenta, nem nós efetivos estamos mais seguros e olha que eu já estou às portas da aposentadoria (por tempo de serviço). Com ele é assim: quem for forte se segure e quem for podre que se quebre…

  5. Essa Francitania e esse Júnior estão defendendo a prefeitura na demissão dos funcionários não sei viu.

    1. Apesar de não conhecê-lo, Jorge Carlos, eu sei que você não sabe. Só pra esclarecer não tenho cargo comissionado e sou, com muito orgulho, CONCURSADA. É da minha índole apoiar o que é correto e é verdade, mas quando se faz necessário ESSA Francitânia também sabe criticar…

      1. Concordo com você Francitânia , sou concursada tbm , achei coerente a atitude do prefeito, logo pq vai ser outro gestor para o cargo e essas demissões é fato, todo e qualquer contrato encerrar em dezembro,,

        1. Pois então, Gracilda! As demissões ocorrem todos os anos e são coisa decidida. Cabe a quem é contratado se preparar financeiramente pra enfrentar esse período, que não é fácil eu sei. Feliz daquele que retorna ao cargo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *