Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Presidente da Câmara de Timon pode responder na justiça caso queira dificultar realização de audiência pública determinada pela Lei de Responsabilidade Fiscal

O presidente da Câmara Municipal de Timon, Hélber Guimarães, pode responder na justiça caso fique comprovado que que ele esteja dificultando a realização da audiência pública determinada pela Lei de Responsabilidade Fiscal que determina ao governo municipal a apresentação das metas fiscais ao final de cada quadrimestre.

Bom bastante antecedência, o Secretário Municipal de governo, João Batista, solicitou através de ofício ao presidente da Câmara a realização da audiência para o próximo dia 28. Em resposta Helber Guimarães afirmou que não poderia, pois na data tinha agendado uma reunião com os servidores da casa.

O Secretário de Governo, João Batista entende que a justificativa não convence, afinal a reunião com os funcionários do legislativo bem que poderia ser adiada, tendo em vista que o governo municipal tem prazo somente até o dia 28 para cumprir a norma exigida em lei.

Em conversa com o eliaslacerda.com, João Batista disse ainda esperar que o presidente da Câmara seja tocado pelo bom senso e volte a aceitar a data sugerida pelo governo. “Nos atentamos a tudo: mandamos o ofício com muita antecedência e também em dia que não há sessão na casa exatamente para não haver problema, mas infelizmente fomos surpreendidos com essa resposta do presidente”, disse João Batista.

Por via das dúvidas e para se precaver de que Hélber Guimarães não tente com a medida criar obstáculos claros de tentativa de inviabilizar a administração do prefeito Luciano Leitoa, o secretário enviou novo ofício ao vereador reiterando a necessidade legal da realização da audiência e também enviou outro ofício ao promotor da Probidade Administrativa de Timon, Sérgio Ricardo Martins, relatando toda a situação.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael