Destaques

Sobe para 73 o número de cidades do Maranhão em situação de emergência; Saiba quais são

Ao todo, seis mortes foram confirmadas e das 41.264 famílias afetadas, 2.446 estão desabrigadas e 6.217 desalojadas.

Subiu para 73 o número de cidades que já decretaram situação de emergência devido às fortes chuvas que atingem o Maranhão, o que corresponde a 1/3 dos 217 municípios do estado.

De acordo com dados atualizados pelo Governo do Estado nesta quarta-feira (19), seis mortes foram confirmadas e das 41.264 famílias afetadas, 2.446 estão desabrigadas e 6.217 desalojadas.

Também por conta dos temporais, a cidade de Buriticupu, a 413 km de São Luís, decretou estado de calamidade pública. A situação foi reconhecida em razão do surgimento de crateras, conhecidas como “voçorocas”, que estão engolindo imóveis e deixando famílias desabrigadas.

Já o município de Cajari, na Baixada Maranhense, está isolado após a ponte que dá acesso à cidade ser interditada devido ao risco de desabamento.

Acima o presidente Lula durante visita recente ao Maranhão onde sobrevoou algumas cidades.

Ao g1, a Defesa Civil do Maranhão diz que segue monitorando os episódios em que prejuízos e danos foram causados à população por conta do período chuvoso.

De acordo com a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social (Sedes), os restaurantes populares dos municípios atingidos vão ampliar a oferta de refeições no modelo híbrido (distribuição de quentinhas). Até o momento, 200 mil refeições foram entregues.

Equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), prefeituras, Coordenadoria Estadual de Defesa Civil e Sedes estão realizando operação para auxiliar as vítimas no interior do Maranhão. Já foram enviadas 39.300 cestas básicas; 64 mil litros de água e 3.750 colchões foram entregues.

Chuvas no Maranhão

De acordo com o Governo do Estado, os meses de março e abril registram elevados índices pluviométricos especialmente na parte norte do estado e Baixada Maranhense, diante disto, o agravamento das cheias ocorreu especialmente a partir dos primeiros dias do mês de março.

Muitos municípios maranhenses são cortados por importantes rios, responsáveis pelo abastecimento de água e sobrevivência de muitas famílias. Por isso, essas cidades tendem a ser mais sucessíveis a enchentes.

Diversos rios que cortam o estado foram afetados, ficando com nível acima do normal, tais como os rios Mearim, Munim, Itapecuru, Grajaú, Maracu, Pindaré e o extravasamento dos lagos de Penalva, Cajari e Viana.

Veja, a lista completa, dos municípios em situação de emergência:

  1. Açailândia
  2. Afonso Cunha
  3. Alto Alegre Do Pindaré
  4. Arame
  5. Arari
  6. Bacabal
  7. Barra do Corda
  8. Barreirinhas
  9. Boa Vista do Gurupi
  10. Buriti
  11. Buriticupu
  12. Cajari
  13. Cantanhede
  14. Cachoeira Grande
  15. Centro Novo do Maranhão
  16. Codó
  17. Conceição do Lago-Açu
  18. Coroatá
  19. Esperantinópolis
  20. Governador Nunes Freire
  21. Graça Aranha
  22. Grajaú
  23. Icatu
  24. Igarapé Grande
  25. Itaipava do Grajaú
  26. Itapecuru
  27. Itinga do Maranhão
  28. Jenipapo dos Vieiras
  29. Joselândia
  30. Lago da Pedra
  31. Lago dos Rodrigues
  32. Lagoa Grande do Maranhão
  33. Lima Campos
  34. Marajá do Sena
  35. Mirinzal
  36. Monção
  37. Nina Rodrigues
  38. Olinda Nova do Maranhão
  39. Paço do Lumiar
  40. Pedreiras
  41. Pedro do Rosário
  42. Penalva
  43. Pindaré-Mirim
  44. Pinheiro
  45. Pirapemas
  46. Poção de Pedras
  47. Presidente Juscelino
  48. Presidente Vargas
  49. Raposa
  50. Rosário
  51. Santa Helena
  52. Santa Inês
  53. Santa Luzia
  54. Santo Antônio dos Lopes
  55. São Benedito do Rio Preto
  56. São Bento
  57. São João Batista
  58. São João do Carú
  59. São João do Sóter
  60. São José de Ribamar
  61. São Luís
  62. São Luís Gonzaga
  63. São Roberto
  64. São Vicente Ferrer
  65. Satubinha
  66. Serrano
  67. Trizidela do Vale
  68. Tufilândia
  69. Tuntum
  70. Tutóia
  71. Viana
  72. Vitória do Mearim
  73. Zé Doca

 

Faça um Comentário

Elias Lacerda

Elias Lacerda

Elias Lacerda
Jornalista apaixonado pela notícia e a verdade