Destaques

Tragédia da criança atropelada em Timon; Polícia concluiu o inquérito

A Polícia Civil o inquérito que investiga a morte do menino Álvaro Leal, 2 anos, atropelado dentro do condomínio Village Joia, em Timon. O caso aconteceu no último dia 23 de janeiro (reveja o caso clicando aqui).

A condutora do veículo, uma empresária de 47 anos, foi indiciada por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) e lesão corporal no trânsito, com o agravante do fato ter acontecido em uma calçada. 

O delegado Renato Cordeiro, responsável pelo inquérito, informou que foi a investigação foi concluída quinta-feira (15). A investigação constatou que o acidente aconteceu por falha humana. 

Uma das hipóteses que chegou a ser ventilada anteriormente diz respeito à sandália da condutora, que teria ficado presa no acelerador. A possibilidade, no entanto, foi descartada no decorrer do inquérito policial. 

“A conclusão que chegamos que o acidente ocorreu por falha humana. O laudo da cena do crime e do veículo descartou quaisquer outros fatores, como problemas na pista, questão de visibilidade. O veículo foi testado exaustivamente pelos peritos e não havia nenhuma falha mecânica que tivesse contribuído para aquele acidente”, destacou o delegado. 

A Polícia Civil concluiu que o acidente ocorreu por falha humana, por erro da condutora que, segundo o delegado, de forma inadvertida, descuidada e de desatenção acabou acelerando o veículo ao ingressar na vaga de estacionamento. 

“Ela relatou que não lembra de nada. A partir do momento que ela ingressa, ela não lembra mais nada do que aconteceu.  Ela foi indiciada por homicídio culposo e lesão corporal no trânsito com caso de aumento porque o crime aconteceu na calçada. Vai responder o crime em liberdade”, acrescentou Renato Cordeiro. 

O inquérito foi remetido à Justiça para ser apreciado pelo juiz responsável de Timon por julgar o caso.

 

Do cidadeverde.com com acréscimo do Elias Lacerda

5 Comentários

    1. MEU pêsames; ao vó CHAGAS CAMPELO, nosso AMIGO PARTICULAR,,, e ainda nosso “CLIENTE “ESTÁ MUITO abatido.

  1. Estranho ela dizer que não lembra de nada, será se estava com efeito de algo? Para não lembrar de nada?

Faça um Comentário

Elias Lacerda

Elias Lacerda

Elias Lacerda
Jornalista apaixonado pela notícia e a verdade