Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Um dos fugitivos de Pedrinhas na noite de domingo é acusado participar da morte de tenente em Timon

As polícias civil e militar de Timon e Teresina já estão sabendo que da fuga de Pedrinhas na noite de domingo último um dos fugitivos é acusado de integrar o bando que assassinou  o Tenente da Polícia militar do Piauí, Itamar Oliveira de Carvalho. O crime aconteceu no dia 7 de março de 2017,  num sítio que o militar possuía na zona rural de Timon.

Cláudio Kelson de Sousa Rodrigues, o “Kaká”(na foto acima),  fugiu na noite de ontem (21)  após bandidos estourarem com explosivos  o muro da penitenciária. Ele e mais 30 presos empreenderam fuga. Boa parte deles as forças de segurança do estado já recapturou, sendo que dois morreram na troca de tiros entre os bandidos e a polícia.

Cláudio Kelson de Sousa Rodrigues, o “Kaká”, de acordo com a polícia civil de Timon,  era integrante do grupo de Léo Grandão. O grupo é especialista em resgatar comparsas presos. Em dezembro 2013, Grandão  foi resgatado por 3 comparsas de dentro 2º DP de Timon.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael