Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Todos ainda tentam entender o que aconteceu em Imperatriz com o prefeito Assis Ramos

Acendeu a luz vermelha no gabinete do prefeito de Imperatriz, o timonense Assis Ramos. Mesmo não tendo uma gestão mal avaliada na cidade o gestor municipal parece que ainda tem muito o que melhorar, mas muito mesmo,  na esfera política de seu governo. O recado das urnas foi claríssimo e nem mesmo os mais experientes analistas políticos do estado conseguiram até agora entender o que aconteceu com a baixíssima e desastrosa votação que Assis Ramos conseguiu dar aos seus candidatos naquele segundo maior colégio eleitoral do estado com 162 mil eleitores e 234 mil habitantes.

Em Imperatriz simplesmente os candidatos apoiados por Assis Ramos viram minguar os votos.  A primeira das derrotas foi com a candidata a deputada estadual, vereadora Fátima Avelino. Com 7 mil 784 votos, a candidata foi massacrada pelos seus concorrentes adversários,  como o deputado estadual Marco Aurélio (PC do B)  que tirou 25 mil e 87 votos e Rildo Amaral (SD) com 22 mil 674 votos.

A derrota seguiu para deputado federal com João Marcelo, que conseguiu a reeleição, mas em Imperatriz levou apenas com a 17º colocação obtendo ínfimos mil e 10 votos. Quem liderou foi Ildon Marques (PP) com 25 mil 294 votos, seguido por David Alves (PR) com pouco mais de 17 mil votos e Sebastião Madeira(PSDB)  com quase 16 mil votos.

Para o senado até o timonense Alexandre Almeida(PSDB) tirou mais votos que Lobão, que era apoiado por Assis Ramos. Para senador o mais votado foi Weverton Rocha (PDT)  com 85 mil votos, Eliziane com 81 mil, um tal de Samuel do Itapecuru (PSL) com com quase 19 mil votos e Alexandre Almeida em quarto lugar com 16 mil 321 votos. Lobão obteve inacreditáveis 8 mil 437 votos.

Até mesmo a inexpressiva candidatura para governadora de Maura Jorge, do PSL, embalada na onda de Bolsonaro presidente, acabou impondo derrota a Assis Ramos e a sua candidata ao governo Roseana Sarney. Com Flávio Dino liderando com folga para o governo com 87 mil 517 votos, Maura Jorge empurrou Roseana para a terceira posição ao obter 20 mil e 17 votos contra apenas 14 mil votos tirados pela filha de Sarney.

O recado das urnas fortaleceram e muito foram os adversários de Assis Ramos, como o deputado estadual Marco Aurélio, do PC do B, que foi reeleito e ainda o Secretário Estadual de Infraestrutura, Cleiton Nolêto, principal articulador da campanha vitoriosa de Flávio Dino e seus aliados naquela cidade.

Tá todo mundo querendo entender o que aconteceu em Imperatriz com os candidatos do prefeito Assis Ramos…

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael