Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Informes rápidos do eliaslacerda.com

A força de Carlos Brandão

O vice-governador Carlos Brandão foi o nome da semana que passou mais destacado no cenário político do estado. O anúncio da filiação dele ao PRB e a demonstração de liderança ao conseguir arrebanhar dezenas de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e outras lideranças em seu apoio dispostos a acompanhá-lo na nova sigla, simplesmente foi uma pancada no PSDB do senador Roberto Rocha e Sebastião Madeira.

O PSDB simplesmente terá que ser reconstruído para levar adiante um apoio a uma pré-candidatura de governador no próximo ano do senador Roberto Rocha.

Uma coisa é fato: Sem Brandão e sua turma o PSDB ficou muito fragilizado no estado. Muito mesmo.

 

Elogios do governador

A performance de Brandão arrancou elogios até do governador Flávio Dino.

“Nosso estimado vice-governador Carlos Brandão está mostrando, mais uma vez, lealdade ao projeto de mudanças no Maranhão e grande capacidade de aglutinação. Parabéns ao PRB pelas novas filiações, gerando grande crescimento partidário”, disse Flávio Dino nas redes sociais.

Para muitos, as palavras elogiosas do chefe do executivo maranhense foi mais uma demonstração de que Brandão deverá ser mesmo mantido como candidato a vice em 2018. E não tem mesmo motivo para mudar…

 

Até o Pinto da Itamaraty pulou fora

Nem o suplente do próprio Roberto Rocha, o regueiro, Pinto da Itamaraty quis ficar com o senador . Pulou fora e disse que vai acompanhar Brandão no PRB sendo candidato a deputado federal em 2018.

Com a fama de traidor que tem após ser eleito pelo grupo do governador e hoje ser um dos seus principais adversários, Roberto Rocha deverá ter muitas dificuldades para crescer na campanha de 2018. O povo do Maranhão, assim como do resto do Brasil, detesta trairagens. A história taí para quem quiser ver…

 

Outro que ganhou ponto

Outro que ganhou pontos positivos poucos dias atrás foi o Secretário Estadual do Meio Ambiente, Marcelo Coelho. Só que neste caso ele ficou bem na fita foi em Timon.

Coelho veio a Timon e na companhia do prefeito Luciano Leitoa anunciou que a cidade vai ganhar seu primeiro Parque Ambiental, um antigo sonho dos ambientalistas do município.

Fruto de uma parceria com a prefeitura, o governo do estado vai contemplar o município na construção de um Parque Ambiental no bairro Sucupira. Ele terá uma área de aproximadamente sete hectares, contará com pista de caminhada, ciclovia, estacionamento, esplanada, jardins, canteiros, quadra poliesportiva, playground, academia ao ar livre, pista de skate, praças e espelho d’água, além de recuperação da vegetação regional.

Acompanhado do prefeito Luciano Leitoa, Marcelo Coelho esteve na área onde será construído o parque.

Conquista de Luciano Leitoa

Nem tudo que vem do governo Flávio Dino como conquista para Timon são frutos do deputado trabalhador Rafael Leitoa. O caso do Parque Ambiental é um destes exemplos.

A obra que será construída na cidade pode ser atribuída única e exclusivamente ao prefeito Luciano Leitoa. O chefe do executivo municipal aproveitou-se da sua proximidade com o colega de PSB, Marcelo Coelho, para conseguir este importante investimento para a cidade.

 

Rigo Teles falou sobre a prisão do seu irmão Nenzim

Com raríssimas declarações sobre a morte do pai, o deputado estadual Rigo Teles, disse que ainda está chocado com o fato do irmão, Mariano Nenzim Júnior, ser acusado de ter sido o principal responsável pela morte de seu pai Nenzim, o ex-prefeito de Barra do Corda.

Rigo preferiu não julgar o irmão. Afirmou que vai aguardar a conclusão das investigações para poder se posicionar.

Caso o inquérito conclua pela acusação contra Mariano Nenzim Júnior e após ser ser julgado e condenado, ele também deverá ser deserdado, ou seja, não terá direito a sequer um centavo da herança milionária deixada pelo pai.

 

Ganho para os novos tempos do Maranhão

Nenzim Pai ao lado do filho na foto acima na campanha para prefeito de Barra do Corda no ano passado quando Mariano Nenzim Júnior foi candidato a prefeito.

É ordem no grupo Sarney esquecer o caso do assassinato de Nenzim, o ex-prefeito de Barra do Corda. Inicialmente o grupo até tentou explorar politicament caso contra o governo Flávio Dino , mas ao descobrir que a morte do ex-gestor nasceu e terminou dentro do próprio grupo Sarney, ou seja dentro da própria família aliada de longas datas do sarneismo no estado, a ordem agora é silenciar sobre o caso.

Quem saiu ganhando com o desvendamento do crime foi mesmo o Secretário de Segurança Pública, Jéferson Portela, que junto com sua equipe agiu rápido e conseguiu prender os principais suspeitos, Mariano Nenzim Júnior e mais dois funcionários seus.

Mas Jéferson não ganhou sozinho. O governador Flávio Dino, que deu total apoio a uma investigação isenta e séria e a própria sociedade maranhense também saíram ganhando, pois assim ficou claro que o Maranhão respira outros tempos e aquele ambiente de injustiça e impunidade de um passado recente aos poucos estamos nos livrando dele, mesmo sabendo que ainda temos muito a avançar…

 

Demissão de servidores no governo do Piauí

O governo do Estado do Piauí vai iniciar o processo de demissão dos servidores que não realizaram o recadastramento em 90 dias. A documentação de quem não se regularizou será encaminhada à Procuradoria Geral do Estado (PGE) e os servidores vão responder por abandono de emprego.

“Dentro de 90 dias iremos encaminhar os processos para a PGE para ser dado o andamento do processo de demissão por abandono de emprego”, declarou o secretário de Administração Estadual, Franzé Silva (foto acima).

Em 2015, segundo Franzé, 7 mil servidores ficaram na mesma situação e hoje estão em processo de demissão, gerando uma economia de R$ 21 milhões aos cofres públicos.

A 2ª fase do recadastramento 2017 terminou em outubro e foi toda feita pela internet. Naquela ocasião 9.363 servidores perderam o prazo.

Agora, o governo vai passar a realizar o recadastramento do servidor a cada dois anos. A intenção do Executivo é evitar gastos desnecessários como o pagamento de pessoas já falecidas ou que residam em outras unidades da federação.

“Iremos fazer isso agora de dois em dois anos. Não queremos voltar a pagar servidores falecidos ou que não morem aqui”, disse o secretário.

(Do cidadeverde.com)


Notice: Undefined variable: aria_req in /usr/local/lsws/wordpress/wp-content/themes/eliaslacerda/comments.php on line 64

Notice: Undefined variable: aria_req in /usr/local/lsws/wordpress/wp-content/themes/eliaslacerda/comments.php on line 69

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael