Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Maranhão tem a primeira rodovia estadual monitorada por fiscalização eletrônica

O Governo do Estado, por meio da Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB), mais uma vez promove um serviço inédito no estado. Pela primeira vez, uma rodovia estadual do Maranhão passa a ser fiscalizada por monitoramento eletrônico. A primeira etapa do projeto que pretende alcançar outras rodovias estaduais inicia na MA-122 (Avenida Pedro Neiva de Santana), no trecho que liga a cidade de Imperatriz ao município de João Lisboa. O serviço inclui, também, sinalização horizontal, vertical e instalação de semáforos por todo o trecho.

O serviço faz parte de outras melhorias na rodovia, como a iluminação e revitalização da MA-122, realizadas pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra), que serão entregues neste sábado (15), pelo governador Flávio Dino, em comemoração aos 165 anos que a cidade de Imperatriz completa no dia 16 de julho.

Em uma das rodovias que mais registra acidentes, por conta de sinalização escassa e imprudências de motoristas, a fiscalização eletrônica na MA-122 proporcionará mais segurança aos condutores, pedestres e moradores, reduzindo a ocorrência de incidentes em toda sua extensão, principalmente, nos pontos conhecidos por excesso de velocidade.

“Esse é o início de um projeto que pretende alcançar várias rodovias estaduais que têm altos índices de acidente ou que possui fiscalização ainda incipiente. Nada melhor do que começar em um trecho de rodovia que passa por áreas urbanas e que há problemas sérios de acidente de trânsito. Queremos disciplinar o tráfego de veículos e reduzir ou zerar os acidentes”, destaca Artur Cabral, presidente da MOB.

Fiscalização eletrônica e sinalização

O serviço de fiscalização eletrônica conta com a instalação de 10 radares de monitoramento – com equipamentos de controle de velocidade, restrição veicular com classificação de veículos e vídeo captura – em cinco trechos dos 9km que compreendem a extensão entre Imperatriz e João Lisboa.

Inicialmente, as multas geradas pelos radares eletrônicos por conta de excesso de velocidade (acima de 60km/h) serão apenas de caráter educativo, servindo para que os motoristas se acostumem com o novo sistema de monitoramento e com os trechos em que a velocidade deverá ser reduzida. O fim da campanha educativa e o início da emissão de multas válidas deverão ser anunciados pela MOB assim que for concluída a fase de testes dos equipamentos de monitoramento, cujo período deverá se estender por 30 dias.

A rodovia também recebe nova sinalização horizontal e vertical que garantirá mais segurança a motoristas e pedestres. Placas de regulamentação de trânsito informando limites de velocidade, advertências, pintura de faixas tracejadas e faixas para pedestres já fazem parte da nova realidade da rodovia.

Outro grande ganho para a população foi a instalação de novos conjuntos semafóricos, a exemplo do que foi instalado em frente à Escola Municipal Paulo Freire, na entrada do Parque Amazonas, local em que já foram registrados acidentes com vítimas e há grande fluxo de pedestres, principalmente, crianças.

“A fiscalização eletrônica tem o objetivo básico de reduzir os acidentes de trânsito com vítimas fatais ou com lesões permanentes. Isso é um custo grande para a sociedade. Essa é a primeira rodovia estadual com fiscalização eletrônica do Maranhão, o que já é muito comum em outros estados. Logo em seguida devemos implantar sistemas similares nas quatro rodovias estaduais que cruzam a Ilha de São Luís, com o mesmo objetivo de reduzir acidentes e melhorar a trafegabilidade para pedestres e condutores”, finaliza Cabral.

(Da assessoria)

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael