13 anos depois: foi preso nesta terça(18) um dos líderes do furto ao Banco Central de Fortaleza em 2005

Laurindo Neto (Foto: Reprodução)

Um dos líderes da quadrilha que furtou R$ 164,7 milhões do Banco Central (BC), de Fortaleza, em 2005, Raimundo Laurindo Barbosa Neto, foi preso na manhã desta terça-feira, 18, em Boa Viagem, a 222 km de Fortaleza.

Ele é investigado pela Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) por integrar um grupo criminoso especializado em roubo a instituições financeiras e a veículos de transportes de valores. A Draco segue com investigações acerca de outros crimes relacionados à atuação do criminoso no Estado. O suspeito tem passagens por sequestro, tráfico de drogas e por integrar organização criminosa.

Laurindo foi levado à Delegacia de Combate às Ações Criminosas Organizadas (Draco). Titular da unidade, Harley Filho informou que o homem fez exames de corpo de delito antes de ser apreendido. O delegado e agentes da Delegacia de Boa Viagem se recusaram a dar mais detalhes sobre o caso.

Furto ao Banco Central

Executada entre 6 e 7 de agosto de 2005, o furto tornou-se o maior registrado no Brasil. Durante cerca de três meses, o grupo criminoso escavou túnel sob casas e ruas de Fortaleza até chegar ao cofre do BC. Em maio daquele ano, eles alugaram uma casa, onde funcionava empresa fictícia de grama sintética. O túnel tinha aproximadamente 80 metros de comprimento, era revestido de apoiado em vigas, tinha sistema de ventilação e elétrico. Laurindo foi julgado pela participação no furto. À época, foi condenado a 17 anos de prisão.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
TekyNik