Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Tribunal do Júri de Timon inocenta homem acusado de tentar matar criança de 12 anos a jogando em um buraco no Parque Alvorada; fato aconteceu em 2011

Acima o advogado João Vitor Serpa e abaixo na companhia de seus colegas que atuaram na defesa do réu.
O Tribunal Popular do Júri de Timon realizou durante o dia de ontem (5) o julgamento de Anderson Carlos Moreira de Sousa Moreira, acusado de ter tentado cometer homicídio contra um menor em 2011 , na região do bairro Parque Alvorada. Na época o caso teve ampla repercussão sendo inclusive motivo de matéria em sites da região e até no Uol, pela fato do menor, João Paulo, ter sido encontrado dentro de um buraco bastante machucado após passar três dias de desaparecido.
O Ministério Publico denunciou o sr. Anderson Moreira pela pratica de crime de homicídio tentado.
O Juiz de Direito, José Elismar Marques Titular da 3ª Vara Criminal Timon, presidiu a sessão e o representante do Ministério Público foi o Promotor de Justiça, Dr. Francisco Fernando de Morais Meneses Filhos. Na defesa do acusado, perante do tribunal do júri, atuaram os advogados Dr. João Victor Serpa, Dr. João Borges e Dr. Isael Carvalho.
Foram sorteados, como de praxe, os sete jurados que fizeram parte do Conselho de Sentença. Na ocasião, tanto os advogados de defesa, quanto o Promotor de Justiça, recusaram três jurados.
Durante os debates, o Ministério público pediu a condenação pelo crime de homicídio tentado qualificado.
O advogado João Victor Serpa, em sua sustentação oral, com bastante propriedade e incisiva defesa, alegou ausência de prova, tese aceita pelo corpo de jurados, que, por maioria absoluta, o conselho absolveu o réu Anderson Moreira e o juiz José Elismar Marques julgou improcedência a denúncia efetuada pelo ministério publico.
Entenda o caso lendo a matéria do Uol abaixo publicada na época do fato:

Timon – MA : Após ser espancada, criança fica três dias enterrada e sobrevive

Uma criança de 12 anos foi espancada e enterrada viva no município maranhense de Timon (424 km de São Luís). A agressão teria ocorrido como vingança pelo roubo de uma bicicleta.
 
Segundo a polícia, o garoto ficou três dias dentro de um buraco coberto por areia e folhas, quando foi encontrado, no último dia 24, por um funcionário de uma fábrica de cerâmica, que acionou o socorro médico.
 
A criança foi levada para o Hospital de Urgência de Teresina, que fica perto do município. Segundo os médicos, o menino sofreu várias escoriações pelo corpo, teve uma costela quebrada e o olho direito perfurado. Ele conseguiu sobreviver durante três dias, mesmo sendo atacado por insetos. A criança ficou 15 dias internada e foi liberada nesta quarta-feira (9).
 
O caso está sendo investigado pelo 2º Distrito Policial de Timon. A delegada Idelzuíte Matos contou que o menino ficou desmaiado durante o período em que permaneceu dentro do buraco. “O rosto dele estava tomado por larvas. Devido às lesões, a criança perdeu o olho direito”, disse

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael