Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

“A praça é do povo como o céu é do condor”; Entenda lendo os Informes rápidos do eliaslacerda.com

Inauguração da praça São José

Muito prestigiada a solenidade de inauguração da reforma da praça São José, no centro de Timon. O governador Flávio Dino acompanhado do prefeito de Timon, Luciano Leitoa, do Secretário de Infraestrutura, Cleiton Noleto, deputado estadual Rafael Leitoa e outras autoridades estiveram na atividade.

O prefeito Luciano Leitoa afirmou em seu discurso que a praça tem toda uma simbologia para gerações inteiras de timonense que brincaram nela e construíram amizades naquele espaço. Ele lembrou que foi na São José que conheceu sua esposa Aldeneide Carvalho Sousa . “Bem aqui próximo, no treiller do Itamar”, completou.

O prefeito encerrou agradecendo os investimentos feitos pelo governador em Timon.

Videomonitoramento

Durante a solenidade o prefeito Luciano Leitoa anunciou que vai implantar em todo o espaço da praça câmeras de videomonitoramento para melhorar a segurança pública no local.
Flávio Dino

O governador começou sua fala agradecendo a presença de todos, entre os quais os ex-prefeitos Napoleão Guimarães e  Chico Leitoa. Aproveitou a solenidade para destacar o trabalho feito pelo deputado estadual Rafael Leitoa na assembleia em prol do governo. “Rafael é um deputado de destaque, que nos apoia não somente nos momentos bons do governo. Ele também assume desgastes quando precisa, ou seja, é um companheiro verdadeiro, nas horas boas e ruins”, destacou.

Flavio Dino informou que já foram aplicados pelo governo do estado 30 quilômetros de asfalto na cidade, mas que neste outros dois anos que faltam de sua administração mais investimentos serão feitos no município.

 

Satisfação com a reforma

O suplente de vereador do PSB e atual presidente do IPMT de Timon, sociólogo Lázaro Martins estava que eram só sorrisos durante a inauguração da reforma da praça São José. Morador do centro da cidade, ele há anos defendia a necessidade de reforma daquele espaço público.

Em 2015, quando de uma das suas passagens pela Câmara Municipal, Lázaro apresentou um requerimento solicitando a reforma. “Estamos todos felizes com essa reforma que vai valorizar mais ainda a nossa cidade e sua história”, observou ele em conversa com o titular do eliaslacerda.com

 

Sucesso da praça entre os Guimarães

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Nem todos os Guimarães são aliados do governo do prefeito Luciano Leitoa, mas a reforma da praça São José é um ponto que une a opinião deles como um feito importante das gestões do prefeito e governador Flávio Dino. A começar pelo patriarca, o ex-prefeito Napoleão Guimarães, até o empresário Napoleão Sobrinho, todos eles elogiaram a reforma da praça.

Amigo particular do titular do eliaslacerda.com, Napoleão Sobrinho posou para foto no último sábado, dia da inauguração da reforma, e nos forneceu uma fotografia sua quando tinha apenas 6 anos de idade tirada exatamente na praça São José, prova maior que aquele ambiente marcou a infância de muitas crianças da cidade e tem uma simbologia toda especial na vida de milhares de timonenses.

“A praça é do povo como o ceú é do condor”, já disse no passado o poeta Castro Alves.

 

Paulo Guimarães

Outro Guimarães que viu e gostou da reforma foi o empresário Paulo Guimarães. Quando criança ele também brincou muito naquele espaço público.

Paulo gostou tanto que disse a familiares que vai trazer, qualquer dia desses. um de seus netos para brincar em alguns dos equipamentos infantis que foram instalados no espaço.

O empresário quer ver seus mais novos descendentes brincando no mesmo ambiente em que ele próprio brincou na sua infância.

 

Diplomação dos eleitos em Timon

A diplomação dos eleitos se foi e ficaram algumas observações acontecidas no evento. A primeira delas é sobre a boa presença de público que lotou o ambiente do Centro de Convenções Maranhense, provando que a justiça eleitoral estava certa mesmo que alguns dos eleitos tenham considerado ser muito pouco os cinco convites disponibilizados para cada um dos que foram diplomados.

 

Ausências sentidas

Algumas das personalidades políticas de Timon não deram as caras na cerimônia da diplomação. A primeira delas foi o deputado estadual Alexandre Almeida, que tinha compromisso em Brasília para prestigiar a posse do novo presidente do Tribunal de Contas da União Raimundo Carreiro.

Outros que também preferiram outros compromissos foi o vereador Antonio Borges Pimentel, o Biú (PSD), além do ex-vice-prefeito Edivar Ribeiro (PV), ambos primeiro suplentes em suas coligações.

Embora não tenha estado na solenidade de diplomação, Edivar não deixou de manifestar sua satisfação com a primeira suplência de sua coligação. Na sua página no Facebook, o ex-vice-prefeito posou com o diploma. Disse ele: “Foi com muita honra e satisfação que recebi o diploma de primeiro suplente de vereador!
Quero agradecer a todos que me deram essa oportunidade e reiterar que continuarei na busca do sonho de vê Timon sempre melhor”.

 

Desafios para Fábio Gentil em Caxias

Acima à esquerda Humberto Coutinho tendo ao lado o seu sobrinho e prefeito atual de Caxias, Léo Coutinho; Pagamento em dia há 12 anos.

O novo prefeito eleito de Caxias, Fábio Gentil, tem enormes desafios pela frente. Além de ter que enfrentar uma das famílias políticas de maior influência no estado, os “Coutinhos”, o chefe do executivo caxiense  a partir de janeiro próximo não integra o grupo de apoio do governador Flávio Dino.

Fora esses dois grandes detalhes, Gentil ainda terá como missão não atrasar salário nesses tempos de crise, afinal os servidores da prefeitura caxiense não sabem o que é receber pagamento de salário com atraso desde 2004, quando Humberto Coutinho foi eleito para o primeiro mandato.

Lá se foram 12 anos de mando da família Coutinho com pagamentos rigorosamente em dia. E mais: Pagamento dentro do mês onde o servidor recebe até o dia 20. Precisa dizer que que os Coutinhos são bons pagadores?

 

Vem aí mais aumento de impostos

Mergulhados numa crise sem precedentes, os estados brasileiros não terão saída: Vão ter que aumentar impostos. Os primeiros foram o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul.

No Maranhão, mesmo em condição diferenciada (mas também ameaçado de entrar em crise se não tomasse providência ), o governador Flávio Dino já na semana passada garantiu aprovação de um projeto que reajustou a alíquota do ICMS.

Mas o Maranhão não ficará só no Nordeste com esta medida. Outros estados já preparam pacote para fazer o mesmo. No Piauí não demorará que medida semelhante seja tomada pelo governador Wellington Dias.

E assim em outros estados também…

 

A necessidade do aumento de impostos

 

Na entrevista concedida na última quinta-feira a um pool de emissoras de rádio, o governador Flávio Dino afirmou que só teria um jeito de não aumentar a alíquota do ICMS: Se os saqueadores do dinheiro público da gestão passada no estado, devolvessem o dinheiro que roubaram com isenção fiscal e outras práticas delituosas.
Dino afirmou que prova como o seu governo trabalha com um bilhão e 200 milhões a menos que o governo da ex-governadora Roseana Sarney todo mês, dinheiro perdido em transferências fiscais. “Os que hoje gritam contra “os impostos” são os mesmos que sempre se empenharam em desviar dinheiro público em máfias e falcatruas. Se não tivessem roubado tanto no passado, hoje não teríamos que investir tanto para recuperar o Maranhão do caos social que herdamos”, disparou Flávio Dino, ao acrescentar: “Roubaram mais de bilhão do povo do Maranhão, é público e notório. Eles podiam devolver o que saquearam, eu aceito até parcelado“, afirmou Dino.

 

Sem aumento não teria como manteria serviços

“Eles queriam que eu fechasse hospitais, que eu não pagasse os funcionários públicos, médicos, professores, que os presos fugissem de Pedrinhas, as viaturas da polícia deixassem de rodar nas ruas, os colégios fechassem. Enfim, desejavam o caos. Enquanto eu for governador, não farei isso“, disse.

 

Alento para as prefeituras

E os prefeitos municipais não tem nada contra o aumento da alíquota do ICMS do estado.  Sufocados com a falta de dinheiro, eles sabem que o aumento vai lhes garantir um recurso extra. Afinal, 25% do ICMS são para os municípios.

 

Inteligência e conhecimento do estado
O governador Flávio Dino está há apenas dois anos no mandato, mas demonstrou conhecer profundamente o estado. Ele tem na cabeça os dados de seu governo e as necessidades de cada região. Conhece como poucos o Maranhão e tem a capacidade de descrever em detalhes as necessidades de cada município e avanços conquistados por sua gestão.

Com esse preparo todo Flávio Dino pode até pecar na parte política, mas na administrativa só não avança se tiver má vontade ou falta de recursos para solucionar os problemas.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael