Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Túnel do Tempo: – Um obstinado chega ao poder – Antunes da Farmácia, o vereador

Antunes da Farmácia em dois momentos: Acima durante a campanha deste ano e abaixo ao lado com seu uniforme de farmacêutico.

Por Gil Alves dos Santos – 01 – Se tradição for símbolo de riqueza; de sangue azul nas veias; poder de mando à moda dos coronéis latifundiários de antanho; da ostentação e outros penduricalhos, então, decididamente, tais conceitos e/ou adjetivos não se aplicam nem se identificam com os ALVES DOS SANTOS, eu sendo um deles – uma pirâmide invertida, com a ponta para baixo, como se um pião girando e se sustentando em perfeito equilíbrio, na qual está o casal GENÉSIO ALVES DOS SANTOS E MARIA DELFINA DOS SANTOS, ela, infelizmente, falecida há quatro anos. Mas ele está vivo, lépido, do alto de seus 102 anos, fazendo planos, orientando os filhos, netos, bisnetos e tataranetos com uma frase que o caracteriza até hoje – estou fazendo meus progetos (sic).

02 – Não é crível que alguém possa pronunciar a palavra “PROGETO” como sendo “PROGUETO” por uma razão mais do que simples – ela não existe na língua portuguesa. Seja projeto ou “progeto” a pronuncia e o respectivo significado é o mesmo:- PLANEJAR PARA REALIZAR. Notai, meus cinco leitores, este exemplo. Na década de 50, como homem de visão, meu pai levou uma professora do ensino primário, já aposentada, tendo como ponte os compadres NESINHO FELISMO – padrinho do Regino, militar de carreira – e PADRE DFILFINO, meu padrinho – para DESASNAR os filhos no povoado BURITI CORTADO, distante algumas léguas de nossa Timon. E deu tudo certo! Não há como não sermos idólatras de um homem com tamanha envergadura, um exemplo, um David, um Moisés, para todos os ALVES DOS SANTOS.

03 – Agora em se tratando do fator idade, aí sim, a marca do nome, como ferro em brasa na anca de uma novilha, garante a solidez, a tradição, da família – somos hoje 108 pessoas, com duas baixas, apenas: minha mãe MARIA DELFINA, que se foi com 97 anos de idade e já agora em data recente, a RITA, companheira do mano JOSAFÁ, funcionário padrão do 2º BEC. Estamos, com a modéstia própria do grupo, graças à genialidade do patriarca Genésio, em todas as aéreas do conhecimento humano – bancários, advogados, médicos, forças armadas, ministério público federal, magistério, engenharia. Mas no Poder Legislativo, ainda que por vias indiretas, faltava um integrante do grupo. Eis que lá está chegando a simplicidade em pessoa. Um cidadão de bem. Uma máquina turbinada, azeitada para receber, pois, deles é o seu legítimo representante:- o povo e seus anseios. Estou falando de JOSÉ ANTUNES DE MACEDO JÚNIOR, o ANTUNES DA FARMÁCIA.

04 – ANTUNES, um animal político na definição de Aristóteles, agora Vereador do Município de Timon, entrou na minha casa em 09 de setembro de 1994, casado com minha filha TERESA HELENA PIAUILINO SANTOS, por conseguinte, neta dessa fortaleza bíblica, algo próximo de Matusalém, que tem o nome de GENÉSIO ALVES DOS SANTOS, já cego, agora um Homero das chapadas, com a vigilância constante da filha ANGÉLICA, o anjo protetor do pai, pois dele vai gravando e escrevendo os causos e as passagens vividos e sofridas.

05 – Na simplicidade de sua vida, ANTUNES era motorista entregador de cerveja da TIMBEL, localizada aqui em Timon. Já possuía o segundo grau completo. Dirigindo o caminhão carregado de bebidas levava consigo uma ou duas apostilas como material básico preparatório, que o sorvia no horário das refeições, no firme propósito de, logo que tivesse condições, e uma

vez preparado, prestar vestibular para um curso superior, de preferência na área de saúde.

06 – Finda a relação de emprego com o seu então empregador, eis que ANTUNES, para nós o JOTA, com a indenização recebida, mais a ajuda de um familiar, alugou um ponto comercial ali na avenida Tiúba e nele instalou uma farmácia – DROGRARIA MACEDO – fato acontecido em março do ano de 1993. Em 2007 prestou vestibular para o curso de Farmácia, formando-se em dezembro de 2012. Desse ponto comercial logo se tornaria proprietário, nele também construindo a sua moradia, em companhia das filhas e minhas netas – ALIYNE HELENA, já formada em Direito, inscrita na OAB/PI, e MELISSA HELENA, ainda adolescente. Minha filha TERESA é formada em ENFERMAGEM e está concluindo, seguindo o exemplo do marido, o Curso de Farmácia.

07 – Em pleito anterior concorreu à eleição de vereador. Nada obstante a boa votação recebida não se elegeu por força da legislação vigente à época. Ficou apenas na suplência. Combatendo o bom combate, na lição de São Paulo, amparado, sobretudo, na força de seus fieis eleitores e amigos, ANTUNES está diplomado com vereador de nossa Timon. Em janeiro será mais um integrante do Poder Legislativo, cumprindo, com a honra do cargo, o mandato que o POVO lhe conferiu. Meu pai – o cidadão GENÉSIO ALVES DOS SANTOS, avô de TERESA HELENA, me confidenciou que gostaria de comparecer à solenidade de posse do ANTUNES DA FARMÁCIA na Câmara de Vereadores. Eu mesmo o levarei, com certeza.

08 – Deus não permitiu que o PAI DO JOTA, como era de seu desejo, estivesse presente na solenidade de diplomação e posse do filho como vereador de nossa Terra, a bendita terra prometida, pois que falecido

exatamente no dia da eleição, em 03 de outubro último. Em espírito ele estará presente, sim, olhando e abençoando o filho querido nessa nova empreitada de sua vida – a seara política. Nesta singela mensagem vão os cumprimentos de felicidades e alegrias incontidas não apenas dos ALVES DOS SANTOS, mas de todos que lhe outorgamos o MANDATO DE VEREADOR DO MUNICÍPIO DE TIMON. Ele não há de ser um Vereador. Com certeza, será um grande Vereador, apto a galgar, com honra e probidade, a escada política posta à sua frente. Parabéns ao ANTUNES DA FARMÁCIA. Parabéns ao JOTA, dizemos nós.

Gil Alves dos Santos, o autor da coluna Túnel do Tempo, é advogado e funcionário aposentado do Banco do Brasil.

2 cometários

Adriana silva
Comentou em 19/12/16

“Em espírito ele estará presente, sim, olhando e abençoando o filho querido nessa nova empreitada de sua vida – a seara política”. Imagino como deve ter sido o momento misto de alegria com tristeza tendo perdido o pai no mesmo dia da vitória política do vereador.

gustavo oliveira
Comentou em 19/12/16

Texto muito bem feito, como todos os outros do Dr. Gil Barbosa na coluna Túnel do Tempo

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael
Ateliê dos Doces