50 anos do milésimo gol do Pelé: “Eu não queria bater”, revelou o Rei

O Rei do Futebol falou com exclusividade sobre os momentos que antecederam a marca histórica no dia 19 de novembro de 1969

O gol número 1 000 de Pelé completa 50 anos nesta terça-feira 19. A marca, contudo, poderia nunca ter acontecido naquela noite no Maracanã, porque o Rei do Futebol não queria bater a penalidade máxima que ele mesmo sofreu contra o Vasco. O maior artilheiro da história do Santos e da seleção brasileira relevou em entrevista exclusiva a VEJA que pediu para Carlos Alberto Torres cobrar o pênalti.

“Naquele ano, quem estava batendo os pênaltis do Santos era o Carlos Alberto. Ele era o batedor oficial do time. Quando o juiz deu o pênalti, o Carlos Alberto disse: ‘Rei, vai você bater o pênalti’. Falei: ‘vai tu, meu chapa!’. Ele não queria bater e insistiu. Aí eu aceitei, mas achei uma sacanagem”, confessou o Rei do Futebol em entrevista na semana passada no Museu Pelé, em Santos, no litoral de São Paulo.

Com 999 gols como jogador profissional até aquela noite, Pelé disse que se assustou quando viu a equipe inteira do Santos atrás da linha de meio-campo, para deixá-lo alcançar o milésimo sozinho. “Fui pra bola pensando ‘esse não dá pra perder. Meu Deus, me ajuda’. Foi um dos momentos mais difíceis da minha carreira. E quase que o Andrada pega. Ele ainda tocou na bola o desgraçado”, brincou.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
TekyNik