Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Aluna de escola de Tempo Integral do estado em Timon tirou 980 pontos na redação do Enem

Desde o início do mês, o resultado individual do Enem 2017 já está disponível no portal do Inep e no aplicativo oficial do Exame. Por isso, diante dos resultados, as escolas que integram a URE Timon já podem comemorar grandes conquistas. É o caso do Centro de Ensino de Tempo Integral Jacira de Oliveira e Silva, localizado em Timon-MA, onde a aluna Ana Maria Silva, da 3ª série do Ensino Médio, atingiu 980 pontos na Redação.

Ela conta que tinha uma noção de que poderia ter tirado uma nota alta devido a preparação. “Eu me esforcei bastante tanto nas aulas, como nas revisões e contei com o apoio dos professores e gestores da escola. Para ajudar, eu procurava fazer pelo menos uma redação por semana e treinava sempre o meu tempo para ficar mais rápida sem perder a qualidade na hora de escrever”, acrescenta Ana Maria que deseja cursar Psicologia ou Biologia.

Mas além do resultado de Ana Maria, outros alunos do Jacira alcançaram acima de 800 pontos na redação. O jovem Lucas Frazão tirou a nota de 880 e afirma que para obter uma alta pontuação contou com uma ótima preparação na escola, além dos aulões do Aprova Timon. “Nós contamos também com o grupo escolar, onde nas mais diversas matérias eles nos ajudavam a elevar o senso crítico, a utilizar os argumentos certos, o que não colocar no texto, os vários tipos de introdução e outras técnicas. Por isso, como o preparo foi muito bom, eu já esperava receber uma boa nota assim”, acrescenta Lucas, que deseja utilizar sua pontuação para cursar Direito ou História.

Jaqueline Almada, que tirou 820 pontos e espera ingressar no curso de Ciências Contábeis, é outro exemplo. Ela não esperava tirar essa nota no Enem, mas a preparação foi decisiva. “Eu contei com a ajuda dos professores, da gestão da escola que deu muito apoio pra gente e do Erick, professor de redação do Aprova Timon,  que me incentivou muito e deu várias dicas. Com tudo isso eu treinava bastante em casa”.

E treino também foi essencial para Islane Vitória, que atingiu 800 pontos na redação. Mas além do treino, Islane participou de uma disciplina eletiva denominada “Que língua é essa? Libras”, o que a ajudou muito na hora de redigir o texto, já que o tema da redação do Enem 2017 foi “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”.

Estas disciplinas eletivas fazem parte da grade curricular de todos os Centros que funcionam com o Ensino em Tempo Integral e são inovadoras nas mais diversas áreas do conhecimento. “A eletiva de Libras me ajudou bastante, pois nessa disciplina aprendemos sobre o assunto, mesmo sem saber que Libras teria a ver com o tema da redação. Com essa eletiva nós ganhamos uma base muito boa para escrever o texto. As aulas de português e de outros professores também ajudaram, porque eles debateram vários temas e com isso também pudemos treinar bastante”, acrescenta Islane que deseja cursar Ciências Biológicas.

Ana Luísa Ferreira foi outra jovem que também participou da eletiva de Libras e reconhece a importância deste trabalho. “Eu já imaginava que me sairia bem por conta da eletiva de Libras em que participei. Só que eu  não esperava uma nota tão alta, porque, muitas vezes, a gente não acredita em si mesmo. Mas quando vemos o resultado, a gente percebe o quanto somos capazes. E quanto à escola, sempre recebemos o apoio do gestores e professores, onde os professores sempre buscavam dar ênfase ao nosso pensamento crítico”, completa Ana Luísa que tirou uma nota de 820 e espera conseguir uma vaga no curso de Letras Inglês.

Amanda Kelly, que fez 860 pontos, também comenta sobre a sua preparação. “Eu já estava aguardando uma boa nota assim, porque eu estudava em casa, assistia vídeo-aulas no YouTube e também graças aos professores do Jacira eu pude aprender mais a fazer uma boa redação, para isso eu me esforcei bastante”. Amanda pretende cursar Psicologia, Nutrição ou Fisioterapia. Já o Lucas Vinícius esperar ingressar no curso de Educação Física e atingiu a nota de 840 pontos na redação.

Ele é um exemplo de que nunca é tarde para correr atrás dos seus objetivos. “No começo do ano eu não estava muito preocupado com a redação, mas com o decorrer dos meses, das aulas e com o incentivo dos professores – onde quase todos passavam redação pra gente – eu fui me interessando mais. Há uns três meses antes da prova do Enem eu passei a estudar mais ainda em casa e a treinar muita redação. No dia da prova dei o meu melhor e consegui uma boa nota”, diz o jovem afirmando ainda que sua mãe ficou muito satisfeita e ele ficou orgulhoso de si mesmo.

O gestor da URE Timon, professor Regino Nolêto, parabeniza estes jovens e todos os demais que obtiveram notas tão boas na Redação. “Quando vemos jovens com esses resultados, ficamos muito felizes e gratos, porque é com esses resultados que nós temos a certeza de que a educação é o meio pelo qual a gente pode mudar o mundo a nossa volta. Estes jovens são o nosso futuro e a nossa esperança de dias melhores para a nossa sociedade. Estes resultados também são frutos do compromisso e dedicação dos professores deste centro de ensino, não esquecendo da importância da família na formação destes jovens cidadãos fazendo um acompanhamento através de uma liberdade vigiada”.

O gestor geral do Jacira, professor Gideão Santes, comenta que o trabalho desenvolvido neste centro de ensino de tempo integral é apenas o projeto de uma escola de educação integral, de fato. Mas os efeitos positivos já são perceptíveis. “Nos meus cálculos nós já temos mais de 25 alunos que ficaram acima de 800 pontos na redação. Isso é uma coisa que foi construída pela equipe com esse trabalho da interdisciplinaridade, mas com a oportunidade também de abordar o conteúdo não só na transversalidade mas pelas disciplinas eletivas”.

Ainda de acordo com o gestor Gideão, com  esse  modelo que fomenta a educação integral, o aluno também é estimulado a ter um compromisso maior com seus estudos. Ele também acrescenta que isto é apenas o início e de agora em diante deve-se aprimorar esse modelo de escola. “Eu sinto que essa escola pode fazer muito mais, pelos alunos que tem e pelos profissionais que aqui trabalham. Eu acredito que nós devemos esse retorno para a sociedade: de uma educação de qualidade. Então, para nós que fazemos parte dessa equipe, esta conquista é um momento exitoso e um momento exitoso é um momento feliz”, pontua.

 

Professores de diferentes disciplinas contribuíram para um bom desempenho na Redação

Segundo o professor de Filosofia, Gilson Alves, nesta disciplina houve vários momentos que contribuíram para o crescimento da escrita, da capacidade de pensar, elaborar e argumentar. E em dois projetos, especificamente, a leitura era o eixo fundamental. “No primeiro projeto, nós trabalhamos um livro de ética onde os alunos tinham que necessariamente ler essa obra e apresentar em seminário a compreensão e a releitura de temas éticos que o autor propunha. No segundo, que foi “Juventude e participação política”, o desafio foi maior, pois foram duas obras apresentadas para os alunos, onde eles tiveram que ler essas obras e produzir uma resenha: reescrever de forma sintética e também com uma visão crítica aquilo que os autores debatiam sobre o tema política”.

Portanto, ainda de acordo com o professor Gilson, foram dois grandes momentos de contribuição para enlarguecer e ampliar a possibilidade do aluno de desenvolver diversas competências relacionadas à oralidade, à comunicação e à escrita. “Isso, sem dúvidas, contribui para o aluno saber pensar, saber organizar o seu pensamento, saber debater, problematizar e, principalmente, argumentar a partir não mais de uma visão própria, mas também da contribuição de autores que enlarguecem a visão do aluno”, finaliza.

A professora de Artes, Iêda Amorim, que também é coordenadora de área da escola, explica que foi feita uma junção da área de linguagens com humanas. “A gente trabalhava produção textual, leitura de imagens e a contextualização. Creio que isso ajudou bastante na hora da produção textual do Enem. A escola, como projeto de vida dos alunos, trabalha nessa interação de disciplinas fazendo com que o aluno, em toda área, tenha um acréscimo dentro de cada matéria”, diz a professora acrescentando que especificamente na disciplina de Artes, procurou trabalhar a História, Literatura e a produção textual, tudo isso visando as propostas do Enem.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael