Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Presidente americano Donald Trump diz que até o final do ano terá uma vacina contra o coronavírus

O presidente norte-americano Donald Trump afirmou neste domingo (03/05) que os Estados Unidos terão uma vacina contra o novo coronavírus ainda em 2020. “Estamos muito confiantes de que vamos ter uma vacina  até o final do ano”, disse Trump durante entrevista à rede de TV Fox News, transmitido pelo Lincoln Memorial em Washington, DC. A entrevista marcou a retomada da campanha eleitoral de Trump, suspensa devido à crise por COVID-19 no país.

O número de mortos pelo vírus Sars-CoV-2 nos Estados Unidos, que registrou seu primeiro óbito no começo de fevereiro, passou a marca de 67 mil pessoas. O país superou também o patamar de 1,1 milhão de pacientes infectados pelo novo coronavírus.

A previsão da vacina é discutida enquanto os Estados Unidos e outros países correm para serem os primeiros a descobrir uma maneira de prevenir a COVID-19. Trump admitiu que ficará feliz mesmo que outro país passe à frente dos pesquisadores dos EUA na descoberta da vacina. “Se for outro país, vou tirar meu chapéu”, disse. “Não me importo, só quero receber uma vacina que funcione”, ressaltou.

Questionado sobre os riscos durante os testes em seres humanos em um processo de pesquisa que está sendo muito mais rápido do que o comum, Trump disse “eles são voluntários. Eles sabem no que estão se metendo”. Trump pareceu reconhecer que se antecipou a seus conselheiros na previsão da vacina. “Os médicos dirão ‘você não deveria dizer isso’, mas vou dizer o que penso”, afirmou.

Retorno às aulas nos EUA

Ao responder a perguntas de cidadãos, previamente gravadas pela TV, Trump disse que pretende retomar as aulas o mais cedo possível. “Acredito que as aulas serão retomadas até setembro”. Para que isso seja feito com segurança, Trump disse será preciso separar pessoas que têm riscos de saúde, e professores mais idosos das crianças. “Com exceção de professores com problemas de saúde, acima dos 55 anos, não há problemas” em retomar o funcionamento das escolas.

Mais ajuda financeira

O governo americano promoveu neste domingo (03/05) o sucesso da segunda fase do programa de auxílio ao emprego para pequenas empresas, com mais de US$ 175 bilhões emprestados, e anunciou que estuda um novo plano de ajuda após “um descanso”.

Os US$ 2,2 milhões de créditos concedidos desde o começo da segunda fase do programa “é maior do que o número de empréstimos concedidos durante toda a primeira fase”, informaram em comunicado conjunto Steven Mnuchin, secretário do Tesouro, e Jovita Carranza, administradora da agência federal a cargo das pequenas e médias empresas.

As duas fases do programa, criado para ajudar a salvar os empregos afetados pela pandemia de COVID-19, totalizam US$ 669 bilhões. A verba faz parte de um pacote de estímulo de mais de US$ 2,7 trilhões para apoiar a maior economia do mundo, atingida pela pandemia.

Do Estado de Minas

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael
TekyNik