Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Agente de saúde que morreu de Covid em Timon estava vacinado

O agente de endemias de Timon Paulo Teixeira Lima (foto acima), que faleceu no último dia 21 de Covid-19, notícia que o leitor do eliaslacerda.com soube com exclusividade (reveja clicando aqui), estava vacinado com duas doses contra a doença.

A revelação foi feita ao jornalista Elias Lacerda por outros agentes de endemias que trabalhavam com ele na prefeitura de Timon.

De acordo com as informações checadas por nossa reportagem, Paulo Teixeira Lima tinha tomado as duas doses da vacina da Coronavac no começo deste ano, uma prova de que a vacina, como dizem os infectologistas, não impede em 100% das pessoas pegarem a doença.

Entretanto, é importante salientar que no caso de Paulo Teixeira Lima, ele tinha pelo menos dois agravantes para a doença: Ele era diabético e tinha problemas cardíacos, conforme informaram amigos de trabalho dele.

A presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde de Timon, Alberina da Silva Sousa informou ao jornalista Elias lacerda que todos os agentes foram vacinados com Coronavac, mas nenhum desses profissionais sofreu consequências graves da doença. “Todos que pegaram a doença após a vacina, felizmente só apresentaram sintomas leves”, ressaltou ela reforçando a importância do imunizante para todos.

4 cometários

Zaurélio
Comentou em 28/06/21

Num sei não, mas, a vacina da Dengue para ser aprovada e liberada, preciso de no mínimo de 4 anos de testes e, ainda não teve eficácia 100%. Por outro lado, sabemos que essas vacinas contra a COVID, foram liberadas sob caráter de urgência, mas, desenvolvida em 6 meses e liberada em menos de 1 ano… não terá mesmo muita eficácia, lembrando que quem se imunizou, pegou COVID e teve sintomas leves, não quer dizer nada, pois tem mais de 16 milhões de pessoas que foram curadas, e muitas delas pegaram a doença e tiveram sintomas leves também, mesmo sem vacina. Isso quer dizer que esses agentes aí no texto acima, estando ou não vacinados, poderiam também ter tido apenas sintomas leves. Não vou dar o crédito disso para a vacina…Vou dar crédito aos organismos dos fortes.

Sebastião Oliveira
Comentou em 29/06/21

Isso mesmo, perfeito a ivermectina com azitromicina como tratamento precoce são muito mais eficazes que qualquer vacina contra covid

Antônio Júnior
Comentou em 28/06/21

A verdade é que essa coronavac só foi aprovada por pressão política, porque a eficácia mesmo dela é muito baixa, e alguns estudos já provaram que entre idosos com mais de 70 anos a eficácia dela é abaixo do recomendado pela OMS.

Carlos Augusto Alves Barbosa
Comentou em 29/06/21

Companheiro Elias, você esta bem desenformado sobre as vacinas, não foi vinculado em nenhum meio de comunicação, por qualquer infectologista, que quem tomasse as duas doses da vacina estaria 100% imune do COVID19, existem as porcentagens de eficácia de cada vacina, porem como cada organismo reage diferente, vamos sempre ter algumas fatalidades, que estão sendo estudadas exaustivamente para que se possa melhora ainda mais seus efeitos. As vezes na ânsia de passara noticia, passamos por cima de alguns critérios, entretanto formadores de opinião tem que está bastante seguro das informações que iram transmitir, para que não cai descredito.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael