Destaques

País com mais bombas atômicas no mundo, Rússia em crise militar chama atenção do planeta

Acima o presidente russo, Vladimir Putin

O mundo inteiro está de olho na crise militar que a Rússia de Vladimir Putin passa no momento. A crise começou com a debandada do Grupo Wagner, uma empresa paramilitar privada liderada por Yevgeny Prigozhin que rompeu com o governo Russo na guerra da Ucrânia e quer a destituição do ministro da defesa de Putin.

Acima o líder do Grupo Wagner – Yevgeny Prigozhin 

Na madrugada de sábado (24) na Rússia, Yevgeny Prigozhin afirmou que suas forças chegaram a Rostov, uma região perto da Ucrânia, e que não houve resistência dos militares russos que estavam em postos de controle.

Nos bastidores de Moscou as informações são de que o presidente Vladimir Putin e suas tropas esperam a qualquer momento sofrer um ataque do Grupo Wagner, de Yevgeny Prigozhin.

Tropas russas já se movimentam fechando pontos de Moscou e montando barreiras militares no entorno da capital.

O Grupo Wagner, de Yevgeny Prigozhin, conta com cerca de 25 mil homens e o russo com aproximadamente 350 homens. O medo de Vladimir Putin e de seu governo é que parte dos militares venham a desertar e apoiar o Grupo Wagner, de Yevgeny Prigozhin.

O presidente russo, Vladimir Putin, deixou Moscou nesta manhã de sábado para a cidade de São Peterbugo.

A Rússia é o país mais que mais tem bombas atômicas no mundo, por isso o planeta inteiro está de olho nessa crise militar e nos seus desdobramentos…

2 Comentários

  1. O Ricardo passou a noite acordado acompanhando esse desfecho e está até agora sem dormir kkkkk vendo esse movimento.

Faça um Comentário

Elias Lacerda

Elias Lacerda

Elias Lacerda
Jornalista apaixonado pela notícia e a verdade