Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Prefeita Dinair Veloso participou de solenidade de entrega de títulos de terras a famílias da zona rural

Em uma solenidade realizada nesta quinta-feira (10), representantes do Instituto de Colonização e Terras do Maranhão – INTERMA – assinaram um termo de cooperação técnica com a Prefeitura da Timon para acelerar processos de regularização fundiária especialmente na zona Rural do município. Prontamente 22 títulos de posse foram entregues aos donos conforme a tabela abaixo:

A iniciativa articulada pelo poder Executivo Municipal viabiliza a formalização da posse de áreas produtivas ocupadas há décadas ,até então sem a devida segurança jurídica. O presidente do INTERMA, Júnior Verde, explica que o documento de posse representa uma janela de oportunidades.

“Hoje nós entregamos simbolicamente 22 títulos de terras com uma perspectiva de entregarmos mais de mil só em Timon. Até o final do ano, queremos entregar mais de dez mil em todo Maranhão. As pessoas vão poder acessar créditos e investimentos junto aos bancos”, destaca o gestor.

Perante o público presente na solenidade, ficou acertado entre as autoridades a criação de um assentamento estadual em área timonense.

“Os assentamentos são projetos que recebem apoio de programas governamentais para o fomento da produção local. Para garantir o desenvolvimento do estado é preciso pensar na agricultura familiar e é isso que estamos fazendo”, finaliza Júnior Verde.

A posse formal da terra garante diretos fundamentais  como, herança aos descendentes, inclusão em benefícios previdenciários e até aposentadoria como trabalhador rural. A administração municipal reitera seu compromisso com as comunidades rurais.

“É de suma importância para nós, representa investimento no desenvolvimento econômico da cidade. Eu vim da zona Rural e estar honrando esse compromisso é motivo de muita satisfação”, destacou a prefeita Dinair Veloso.

O lavrador José Lima aguardou por mais de dez anos o título de posse do local, onde vive com a família, no povoado Baixa Bonita.

 “Eu já queria fazer muitas coisas e agora posso fazer porque o terreno é meu. Vou investir no cultivo de alimentos”, disse o agricultor.

Da assessoria

1 comentário

MARIA DE LOURDES SOUSA FILHA
Comentou em 11/06/21

Eu moro a 20 anos no povoado saco, já lutei bastante por o documento mais nunca chegou a te a mim.

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael
Ateliê dos Doces