Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

Governador do Rio quer o fim da da visita íntima a presos: ‘Tem que perder a liberdade sexual’

O governador Wilson Witzel defendeu o fim da visita íntima a presos na manhã desta quarta-feira, durante o 1º Encontro Nacional de Diretores de Departamentos de Homicídios. Witzel também se posicionou a favor do aumento do tempo de pena máximo para criminosos: o limite subiria para 50 anos. O evento em que o governador estava contou com a participação de delegados das especializadas de todo o país.

— A pena para criminosos do crime organizado não pode ser 35 anos, tem que ser 50 anos. O sistema que ele tem que ficar preso não pode ter visita íntima. Perdeu a liberdade? Tem que perder a liberdade sexual. Onde é que nós estamos com a cabeça? Você tira a liberdade do sujeito, mas não tira a liberdade sexual dele. O que que é isso? Perdeu sim — afirma Witzel.

O governador disse que hoje há um déficit de 300 mil vagas no sistema penitenciário nacional e que é necessário novas vagas para impedir rebeliões como ocorreu no Ceará e no Pará. Segundo ele, o governo estadual construirá cinco presídios verticais:

— Nós não prendemos demais, e, sim, de menos. Falta vaga no sistema prisional. Aqui no Rio construiremos cinco presídios verticais, com capacidade de 3.500 a 5 mil. Com áreas de ensino e de indústria — complementou Witzel.

Federalização do caso Marielle

O governador Wilson Witzel afirmou ter a “mais absoluta discordância” à federalização das investigações dos assassinatos da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes. Witzel disse ainda que a ex-Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, está politizando a investigação com o pedido.

— Registro a mais absoluta discordância com o pedido de federalização. Com todo respeito à Raquel Dodge, ela está politizando a situação. Será que a Polícia Federal vai ser melhor que a Polícia Civil? — questiona Witzel.

 

Do Extra

1 comentário

Saullo Santiago
Comentou em 20/09/19

Apoiado governador. Tem q aprender a dar valor à liberdade. Eles detentos que façam amor entre eles, afinal, diga não a homofobia.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael