Folguedos de Timon
Destaques

Vereador Francisco Torres diz que calúnia contra ele e esposa pode ter nascido na Câmara de Timon



Joedson Nunes - Arquiterura

O vereador do MDB de Timon Francisco Torres e sua esposa, a assistente social Maria do Socorro Castro Torres, foram alvos nos últimos dias da mais horrenda mentira que se tem notícia no meio político local. A fake news produzida ardilosamente se alastrou feito fogo em pólvora nos últimos dias em grupos de WhatsApp inventando mentiras sobre a vida pessoal do casal onde falou-se até mesmo que o caso passou pela Unidade de Pronto Atendimento , a UPA, e a Central de Flagrantes.

A mentira descabida começou a percorrer telefones da cidade na última quinta-feira (6) e ganhou força ontem, sexta-feira (7). A situação chegou ao conhecimento do vereador Francisco Torres e sua esposa através de amigos e parentes que lhe enviaram a notícia e se solidarizaram com o casal.

Na manhã desta sábado (8) o vereador e sua esposa procuraram a Delegacia da Central de Flagrantes de Timon para registrar um Boletim de Ocorrência contra a calúnia que sofreu, oportunidade que pediram providências da polícia para localizar de quem partiu a fake news.

O casal também visitou a sede do eliaslacerda.com onde relatou o problema. “Nunca imaginei que a política local pudesse chegar a nível tão baixo. Eu não tenho dúvidas que isso nasceu na Câmara de Timon. A minha posição política de discordar de muito do que vem ocorrendo lá foi o que causou essa mentira que propagaram contra mim e minha esposa”, disse o vereador Francisco Torres.

A esposa e assistente social Maria do Socorro Castro Torres também lamentou a situação. Mãe de três filhos com o vereador e casada com ele há 21 anos, ela conta que nunca se envolveu com política pra ter seu nome envolvido em tão absurda mentira.

“Eu não tenho dúvidas que alguns vereadores da Câmara estão por trás dessa calúnia. Mas já pedi a polícia para investigar e vou atrás de saber de onde nasceu essa mentira para que os responsáveis possam ser punidos na forma da lei”, contou Francisco Torres.

O vereador observa que desde quando deixou de compor com a oposição de Timon na Câmara Municipal, alguns colegas da casa não lhe tem poupado críticas. “No ano passado você sabe, fizeram até um judas e penduraram num poste na porta da Câmara porque eu decidir ser candidato a presidência da casa com apoio de vereadores da base do governo. Alguns vereadores da oposição não sabem respeitar minha posição”, ressaltou Francisco Torres.

O casal também aproveitou para agradecer as manifestações de solidariedade que tem recebido após tomarem conhecimento desta situação.

Abaixo veja o Boletim de Ocorrência registrado na Central de Flagrantes pelo casal:

Você pode ler também!

Deixe um comentário



Barro Forte