Hotel Parnaíba
Saúde

Servidor pede demissão do governo porque ganha mais como engraxate




Figurinha conhecida de longos tempos na Câmara Legislativa do Distrito Federal, Anderson de Almeida começou a engraxar sapatos dos deputados distritais e servidores quando tinha 13 anos. Hoje, aos 41, permanece prestando o serviço pelos corredores da Casa, especialmente no foyer do plenário, onde consegue lustrar cerca de 10 pares de calçados por dia.

Em dezembro do ano passado, recebeu a proposta de um deputado governista para ocupar cargo público na estrutura do Governo do Distrito Federal. Ele foi nomeado como assessor na área de mobilização da Secretaria de Justiça. Ganhava pouco mais de R$ 1,5 mil por mês.

A burocratização do despojado engraxate não funcionou. Há poucos dias, avaliou que, no seu sangue, o que corria mesmo era o dia a dia da Câmara Legislativa. Agradeceu ao padrinho e pediu exoneração. “Aqui na Câmara eu ganho mais”, calculou Anderson, que cobra de R$ 10 a R$ 15 por par de sapatos engraxados.

Do site Metrópoles

Você pode ler também!

Deixe um comentário



Barro Forte