Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Após tomar primeira dose da vacina, militar em Timon contrai Covid e se afasta do trabalho

Uma militar do 11º Batalhão em Timon está afastada dos serviços da atividade policial militar após contrair a Covid-19.

A militar em questão é a relações públicas da PM em Timon, a capitã Ibiapina.

Ela própria anunciou a todo o pessoal da imprensa na noite de ontem, quarta-feira (23) que havia testado positivo para a Covid-19 e estará afastada das atividades para tratamento da doença.

Perguntada pelo jornalista Elias Lacerda se já estava vacinada, a capitã informou que já tomou a primeira dose da vacina Astrazeneca , mas ainda vai completar os três meses para tomar a segunda, conforme agendamento.

Segundo informações, ela está com sintomas leves.

A situação da militar reforça a tese dos infectologistas de que é de extrema necessidade que as pessoas devem tomar as duas doses, pois só assim elas poderão ser melhor beneficiadas com os imunizantes.

 

1 comentário

Antonio Cunha
Comentou em 24/06/21

A explicação é simples; as vacinas tem uma eficacia que chegam até 94% e após 14 dias da segunda dose, ou seja as pessoas podem ser infectadas e transmitir a outras pessoas, isso só vai praticamente deixar de acontecer com a vacinação em massa. Eu e minha esposa fomos vacinados com as duas doses e pegamos agora no inicio de junho, lógico que foi do jeito que o fabricante explicou: foi leve , fomos ao medico e não precisamos ser hospitalizados, nossa oxigenação nem alterada foi e olhe que sou diabético e tenho sobrepeso, estamos curados graças a Deus.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael