Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Presidente da Câmara de Timon procura a OAB e diz que não votou desconto dos aposentados do IPMT

Acima à esquerda Uilma Resende (camisa azul), presidente da OAB, Fernanda Castro e o diretor da Câmara, Eduardo Santos, durante reunião nesta terça (4).

O presidente da Câmara Municipal , vereador Uilma Resende (PDT) procurou a OAB Subseção Timon na tarde desta terça-feira (4) para comunicar que o legislativo municipal não votou o Projeto de Lei 052/2020 que autorizou o desconto de 14% nos contracheques dos aposentados e pensionistas do Instituto de Previdência do Município de Timon, o IPMT.

O desconto nos contracheques levou vários aposentados e pensionistas do IPMT a procurarem a Câmara Municipal na manhã de ontem, segunda (3) onde conversaram com os vereadores e protestaram contra a medida (reveja clicando aqui).

Após o protesto a direção do IPMT publicou nota informado que o desconto é determinado na emenda constitucional 103/2019, que obriga Estados e Municípios a elevação das contribuições previdenciárias quando houver déficit e faz parte da nova política previdenciária que foi aprovada pela Câmara de Vereadores de Timon, por unanimidade (reveja a nota clicando aqui).

No encontro nesta terça do presidente da Câmara Municipal de Timon com a presidente da OAB de Timon, Fernanda Castro, o parlamentar do PDT pediu auxílio jurídico a Ordem afirmando que os vereadores não votaram a autorização do desconto.

Uilma Resende diz que vai procurar todos os meios legais para derrubar o desconto. “O desconto de 14% é um golpe muito duro nos salários dos aposentados, ainda mais neste período de pandemia”, disse.

O vereador informou ainda que nesta quarta-feira (5) vai procurar a prefeita Dinair Veloso para tratar do assunto e tentar reverter esse prejuízo que tem causado aos aposentados do instituto.

3 cometários

Eliomar Oliveira
Comentou em 04/05/21

É lamentável ao invés de descontar os proventos dos aposentados que passaram anos descontando e ao fim dos 35 anos de descontos para poder se aposentarem, por quer no demite muitos que ficam ganhando dinheiro publico sem fazer nada, começando pelo os cargos em comissão ou descontar do seu próprio salario, mais vão mexer logo em quem ganham tão pouco, isso é revoltante muitos não dar nem para comprar seus medicamentos, se colocam no lugares desses que tiveram um descontos muito alto, chegando até 500 reais, vi muitos revoltados no patio da Câmara, será que vale apenas os aposentados tapar buracos que os outros fizeram, pimenta no fiofo dos outros no nosso é refresco, repensam isso os aposentados não pode pagar dividas que os outros fizeram, ainda por cima em tamanha pandemia, agora ja se viu mesmo os outros fazem os buracos e os pobres dos aposentados é quem paga.

Arnaldo
Comentou em 05/05/21

é uma grande injustiça, porque os servidores trabalham a vida inteira, quando se aposentar , aindam descontam do seu salário. passou anos contribuindo. assim não da.

Francisca Santos
Comentou em 05/05/21

É isso aí vereador foi eleito para defender o povo. Tens coragem, pois os outros vereadores até o momento simplesmente se acovardaram. Foram eleitos para defender o povo. Não podem esquecer que aposentados e pensionistas ainda votam nesse pais.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael