Prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, segue no negativo: perdeu de novo a eleição para presidência da Câmara Municipal

Acima à esquerda o presidente da Câmara reeleito José Carlos Soares e à direita Assis Ramos: prefeito continua muito ruim na articulação política e acumular segunda derrota para presidência do legislativo.

O timonense prefeito de Imperatriz, delegado de polícia civil Assis Ramos está findando 2017 , seu primeiro ano de governo, com péssima performance política e administrativa.

Aliado do grupo Sarney na segunda maior cidade do estado, Assis, que é delegado de polícia, não dar sinais de que o seu trabalho possa ajudar muito as oposições ao governo Flávio Dino naquele município.

Tanto é verdade que por onze votos a favor e nenhum contra, foi eleita na manhã de ontem, quinta-feira (14) a nova Mesa Diretora da Câmara Municipal de Imperatriz para o biênio 2019/2020. O resultado?  o atual presidente, José Carlos Soares, aliado do governador e contra o prefeito, foi reeleito ao cargo e, quando assumir, irá para sua terceira gestão como chefe do Legislativo imperatrizense.

A eleição foi antecipada através de Projeto de Resolução aprovado pelo Plenário que altera a redação do artigo 18 do Regimento Interno da Casa. A sessão foi conduzida pelo vereador Rildo Amaral (Solidariedade), o vereador reeleito com maior votação na última eleição. A votação nominal começou após duas verificações de quórum.
Além dele, foram eleitos Irmã Telma (Pros), 1ª vice-presidente; Alberto Sousa (PDT), 2º vice-presidente; Ricardo Seidel (Rede), 1º secretário; e Antonio Pimentel (PDT), reeleito 2º secretário, que também acumular a Tesouraria da Casa.
10 vereadores aliados do prefeito,  sabendo da derrota, não compareceram a sessão e agora querem anular a votação. Desnecessária anulação, afinal com a presença deles não mudaria em nada o placar. A tentativa de mudança no tapetão (justiça) não deverá prosperar…
(com parte das informações do blog da Kelly)

 

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Barro Forte
WhatsApp chat