Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Falta de sinalização no trabalho de asfaltamento da BR 226 provoca acidente com morte de duas pessoas

Não bastasse os trabalhos de asfaltamento da BR 226 estarem há um ano sendo feitos de forma muito lenta, a empresa responsável pela obra, a Hytec, agora está sendo alvo de reclamação também pela falta de sinalização no trecho da rodovia que trabalha.

Na manhã desta quinta-feira (29) uma motocicleta chocou-se com um caminhão boiadeiro onde morreram os dois ocupantes da moto.

O motoqueiro morto foi identificado como Raimundo Nonato de Oliveira Pereira, sendo morador da região onde aconteceu o acidente. A mulher que ia na garupa da moto também morreu e não teve o nome revelado pelos moradores que enviaram as informações ao eliaslacerda.com

De acordo com moradores que residem no entorno da rodovia, o acidente aconteceu no quilômetro 85, entre o povoado Baú e a cidade de Presidente Dutra. Eles contam que a construtora Hytec continua com os serviços de asfaltamento muito lentos. Até agora somente 9 quilômetros foram feitos, assim mesmo com parte deles com apenas uma faixa da pista asfaltada.

Disseram ainda que nestes dias de Semana Santa o tráfego de veículos na rodovia tem sido intensos e a estrada não conta com nenhuma sinalização . Eles credenciaram o acidente com a duas mortes ao fato de não ter sinalização e apenas uma das faixas da pista está feita com os carros andando em alta velocidade disputando as melhores trechos onde já tem pavimentação.

A construtora Hytec, ganhadora da licitação para realização da obra tem sido alvo de várias reclamações. Ela é de propriedade de um filho do senador Lobão, o empresário Luciano Lobão. No estado a empresa é vista como uma construtora que enrola os serviços em que ganha a licitação para ganhar aditivos e assim levar mais dinheiro da obra.

Dizem até que a empresa tem mais advogados para procurar seus direitos e protelar serviços, que engenheiros…

1 comentário

Miguel
Comentou em 29/03/18

Aí é onde está o mal: filho de político, empresa de ou do político. Custa ver esse elo de ligação entre empresa e político e, se houver, cancelar o resultado da licitação?
Brasil, o que será do meu país em um futuro próximo, quando meu filho precisar viver aqui? Lamentável!

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael