Logo Elias Lacerda
                           Clínica São Rafael

Ossada encontrada em Timon pode ser de estudante desaparecida desde setembro de 2016

Uma ossada humana encontrada por populares no bairro Vila de Deus em Timon e informada a polícia militar no último dia 22 de setembro pode ser da estudante Sandyana da Silva Rocha, desaparecida desde o ano passado. A garota tinha 17 anos e no dia 3 de setembro de 2016 saiu de casa afirmando ir a uma festa em Teresina e não foi mais vista. O fato foi noticiado por diversos meios de comunicação que relataram a procura dos pais pela filha.

De acordo com o diretor do Instituto de Criminalística de Timon, o perito João Paulo, o órgão foi procurado pela mãe da garota logo após ser publicada a matéria no eliaslacerda.com de que a ossada havia sido encontrada. A mãe suspeitava que os ossos podem ser de sua filha, o que fez o Icrim abrir procedimento de investigação para ver se era mesmo da estudante.

João Paulo contou que todos os procedimentos para investigação do caso foram tomados. Técnicos do Icrim recolheram o material genético da mãe da estudante desaparecida para fazer os comparativos com os que podem ser encontrados na ossada.Todo o material recolhido e mais um pedaço de osso dos que foram encontrados, foi enviado para o Instituto de Genética Forense para os exames que podem esclarecer o caso.

Em conversa com o eliaslacerda.com, o diretor do Instituto Médico Legal de Timon, o médico legista Joaquim Marques contou que até agora todos os exames feitos na ossada estão apontando para que seja mesmo da estudante.

” Pelo trabalho que foi possível fazer aqui em Timon, o sexo, a altura e outras características da garota estão apontando para que seja mesmo da estudante, mas o que vai dar o veredito final sobre o caso serão os exames do Instituto de Genética Forense”, explicou o médico legista.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael