Logo Elias Lacerda
Clínica São Rafael

A confusão que parece não ter fim envolvendo a lagoa do Sambico e o shopping de Timon

Depois de ter sua inauguração adiada do dia 25 de julho último para setembro que se aproxima, o tão esperado shopping Cocais de Timon deverá ter sua inauguração mais uma vez adiada. Isso porque os donos do empreendimento ainda não conseguiram as licenças de operação junto aos órgãos ambientais, o que vem adiando o sonho de ver o shopping se tornar uma realidade.

Ontem, 29, pela manhã, o ministério público federal em Caxias promoveu uma reunião para tratar da situação da criação do Parque Ambiental da Lagoa do Sambico e por conseguinte do shopping que está construído no seu entorno.

Participaram da reunião o procurador federal Marcelo Santos Correa, representantes da prefeitura de Timon, representantes do shopping, do supermercado Mateus, advogado do empresário João Claudino que alega ser dono de lotes na área da lagoa, ex-vereador de Teresina Chico Wilson, que também diz ser dono de área no local da lagoa, e ainda  o vereador de Timon, Ivan do Saborear.

O encontro serviu para mostrar ao procurador Marcelo Santos Correa o tamanho do problema que virou a lagoa do Sambico e que tem reflexos na liberação para funcionamento do shopping.

O advogado do empresário João Claudino salientou que seu cliente não tem interesse em ceder a área para desapropriação, pois o grupo Claudino tem projeto para construção no terreno. Na oportunidade, o advogado revelou que a escritura do terreno de João Claudino é de 1976.

Durante as falas foi revelado que o empresário Paulo Guimarães teria doado uma área para o município, mas o grupo Claudino defende que parte da área é de João Claudino.

Ao falar pela prefeitura de Timon o Secretário Municipal de Planejamento Sebastião Carlos contou que o município não tem como desapropriar a área da lagoa, pois não dispõe de recursos para tal.

Focado na questão ambiental, o procurador federal Marcelo Santos Correa depois de ouvir a todos e se inteirar sobre a complexidade que se tornou o shopping e a área da lagoa do Sambico, resolveu buscar mais elementos técnicos ambientais para decidir o que fará. Para se embasar melhor, ele afirmou que vai acionar o IBAMA do Maranhão para que se posicione sobre a lagoa e o shopping.

O parecer do Ibama ainda não tem data para ser expedido, pois os técnicos do órgão ainda vão visitar a lagoa e avaliar a situação. Ou seja, a novela shopping Cocais e lagoa do Sambico continua sem previsão para o fim de seus últimos capítulos…

3 cometários

Eu, Eu Mesmo
Comentou em 31/08/17

Já deixaram desmatar, aterrar parte da lagoa, construir o shopping, agora é deixar funcionar, ora. Fazer o quê? É como dizem: o que seria mais um pum para quem já está todo borrado?

ALAN MINERVINO SANTIAGO
Comentou em 31/08/17

ACHO É BOM ISSO. FALTA DE RESPEITO COM O POVO E COM A FAUNA E FLORA DA LAGOA DO SAMBICO. QUE SE LASQUEM COM SUAS AMBIÇÕES.

César William
Comentou em 01/09/17

A questão não gira em torno do que já foi feito, mas oferecer, sim, resistência para que outros projetos feito esse não saia do papel para a execução com a mesma simplicidade que a de um garoto ao atirar um aviãozinho retirado de uma folha do seu caderno. Há que se valer do que fora feito, sim, claro, ninguém seria tão tolo a ponto de deixar uma noiva sedenta em plena noite de núpcias e não comparecer à lua de mel. Mas, que a ação seja avaliada, medida e pesada sob as mesmas medidas e com a mesma intensidade da argamassa do impensado. QUE TUDO SE RESOLVA.

Responder

Deixe um comentário

Você pode ler também!

Não desperdice seu tempo e garanta sua hospedagem Dgi Cloud hoje!
Clínica São Rafael
TekyNik